Pega correta na amamentação: saiba como amamentar adequadamente

Maternidade

04/11/2021

Confira as dicas para realizar a amamentação de forma adequada para você e seu bebê.

4 min de leitura

Pega correta na amamentação: saiba como amamentar adequadamente

O momento de amamentar é muito importante para a alimentação do bebê, além de estreitar a conexão entre mãe e filho. A pega correta na amamentação e a posição certa durante esse processo, garantem que o bebê consiga extrair o leite materno de forma adequada e sem machucar os mamilos da mamãe.

Em relação à posição, é importante que a cabeça do bebê esteja alinhada com o corpinho para que o pescoço não fique torcido e que a barriga esteja voltada para a mãe. Mas, existem diversas posições que podem ser testadas e utilizadas de maneira segura e confortável.

Nesse post, você pode conferir posições para amamentar recém-nascidos e quais são as formas para certificar que o seu bebê tenha uma pega correta. Desmistificamos a pega correta na amamentação que você vai descobrir agora.

Pega correta: o que é?

Afinal, o que é pega correta? A pega adequada, outro sinônimo, é referente ao modo certo de realizar o aleitamento materno.

As técnicas de amamentação tratam sobre como o bebê abocanha a mama, e como mãe e bebê se posicionam durante este ato. Pega e posição corretas são indispensáveis para o sucesso da amamentação, pois garantem a sucção do leite materno e a produção contínua do mesmo.

Pega correta do bebê

Também conhecido como pega correta do bebê é o ato dele sugar o leite materno, de forma que o peito e parte da aréola inferior da mãe devem estar dentro da boca do recém nascido. Dessa forma, a boca do bebê deve estar em formato de peixinho, com boa parte da boca aberta.

Por que a pega adequada é importante?

Quando a pega não está correta, a sucção do leite não é eficaz, fazendo com que o bebê não se sinta satisfeito e volte a pedir o peito. Mesmo que ele permaneça muito tempo mamando, pode não atingir o ganho de peso esperado.

Além disso, uma pega inadequada pode dificultar as primeiras semanas do aleitamento materno, causando dor e fissuras nos seios.

A sucção correta também garante que o leite materno continue sendo produzido continuamente. Isso porque o processo de encher e esvaziar o peito com leite materno certifica a manutenção da amamentação.

Como fazer a pega correta para amamentar

Seja de primeira viagem ou mãe experiente, sempre é bom aprender mais para alimentar o recém-nascido corretamente. Mas eis o questionamento de muitas: afinal, como fazer a pega correta para amamentar?

Para fazer a pega correta para amamentar, a mulher precisa estar em uma posição confortável e segura para ela e o bebê. Então é importante certificar se o bebê colocou o peito de forma adequada.

Para que ela seja de forma adequada, a boca do bebê precisa estar bem aberta e os lábios para fora, com o peito e parte da aréola dentro.

Pensando em te auxiliar a identificar se o bebê está mamando do jeito certo, a Unimed-BH trouxe algumas dicas para você. São sinais de que a pega está correta:

  • Boca bem aberta com os lábios voltados para fora (“boca de peixe”);
  • O bebê deve abocanhar a maior parte da aréola (área mais escura e arredondada do peito);
  • Aréola mais visível na parte acima da boquinha do que abaixo;
  • Bochecha redonda (cheia) e não fazendo furinho;
  • Queixo encostado na mama;
  • Nariz desobstruído;
  • Amamentação silenciosa, sem barulho de “beijinho”

É importante prestar atenção aos barulhos e comportamentos do bebê durante a sucção, pois, podem sinalizar que a amamentação não está sendo feita de maneira ideal.

Se a mama estiver muito cheia, a aréola pode estar tensa, endurecida, dificultando a pega. Nesses casos é indicado, antes da mamada, retirar manualmente um pouco de leite até que a área fique macia.

Quando for preciso tirar o bebê do peito, para que ele solte o mamilo sem machucá-lo, a mãe pode colocar o dedo mínimo no canto da boca do bebê, entre as gengivas.

Posição para amamentar recém-nascido

Além da pega correta na amamentação, outra dúvida frequente relacionada ao tema é a posição para amamentar recém-nascido. Um posicionamento incorreto da mamãe e do bebê levará a uma pega incorreta e a uma amamentação ineficiente.

Para você tirar de letra essa questão, existem alguns passos que garantem que o bebê está bem posicionado em relação ao seio materno. Para isso, é importante que a cabeça do recém-nascido esteja alinhada com o seu corpinho, pescoço não torcido e que sua barriga esteja voltada para a da mamãe.

Outra dica de ouro quanto à posição para amamentar é que o bebê precisa estar bem apoiado e sua boca de frente ao bico do seio com o nariz na altura do mamilo.

Mas seu aprendizado não pára por aí: existem diversas posições que podem ser testadas pelas mamães desde que se sintam seguras e confortáveis. Conheça algumas delas:

  • Tradicional: o bebê precisa ficar com a cabeça apoiada no antebraço da mãe, com o corpinho alinhado e posicionado de frente para mãe.
  • Transversal: é uma variação da posição diagonal, só que o bumbum do bebê vai ficar apoiado na perna da mãe.
  • Invertido: nessa posição o recém-nascido deve se posicionar abaixo do braço da mãe e o corpo na lateral do tronco.
  • Cavalinho: é a posição que o bebê fica de frente para a mama, a mãe deve segurar a cabeça e o bumbum durante toda mamada.

Essas são as principais posições para amamentar os recém-nascidos, mas existem outras formas que podem ser mais adequadas e indicadas para cada situação. Lembre-se: é fundamental que a posição escolhida seja confortável para mãe e para o bebê.

Agora que você já conferiu dicas sobre a pega correta na amamentação, que tal aproveitar outro artigo imperdível? Descubra quais são os principais cuidados com o recém nascido.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×

Comentários