O que é albinismo e quais são os cuidados necessários?  

Qualidade de Vida

18/06/2021

Albinismo: a Unimed-BH explica o que é a condição e como é possível levar uma vida normal e saudável adotando alguns cuidados.    

2 min de leitura

Compartilhar

O que é albinismo e quais são os cuidados necessários?  

No Brasil, estima-se que aproximadamente 21 mil pessoas tenham albinismo – uma condição genética rara caracterizada pela diminuição ou ausência da produção de melanina no organismo.  

A falta de melanina pode provocar baixa visão, problemas e lesões de pele, queimaduras solares e fotoenvelhecimento. O albinismo acomete pessoas em todo o mundo, independentemente de sexo, etnia ou condição social. 

Para direcionar ações e políticas públicas na ampliação do acesso à saúde pelos albinos e também para identificar os portadores deste distúrbio, o Ministério da Saúde tem concentrado investimentos nesta área.   

A Unimed-BH reuniu as principais informações sobre o albinismo. Continue lendo e saiba mais.  

O que é albinismo?  

O albinismo é uma doença genética hereditária, ou seja, que pode ser passada de pais para filhos, sendo necessário que seja herdado um gene com mutação do pai e outro da mãe para que a doença se manifeste.

Essa condição faz com que as células do corpo não sejam capazes de produzir melanina – um pigmento que dá cor à pele, aos olhos, aos pelos e aos cabelos e que garante a proteção da pele contra os efeitos dos raios ultravioletas do sol.  

Sinais e sintomas   

Os sintomas são variáveis de acordo com o tipo de mutação apresentada pelo paciente. A mutação envolvida determina a quantidade de melanina produzida, que pode ser totalmente ausente ou estar parcialmente presente.

Dessa forma, a tonalidade da pele pode variar do branco a tons um pouco mais amarronzados; os cabelos podem ser totalmente brancos, amarelados, avermelhados ou acastanhados; e os olhos, avermelhados (ausência completa de pigmento, deixando transparecer os vasos da retina), azuis ou acastanhados. 

É importante destacar que os sinais do albinismo vão além da cor da pele e dos cabelos. Em geral, todos os portadores do distúrbio apresentam comprometimento da visão provocado pela falta de melanina, fundamental para o desenvolvimento dos olhos. 

Devido à deficiência de melanina, pessoas com albinismo são, desde muito jovens, altamente suscetíveis aos danos causados pelo sol, apresentando, frequentemente, envelhecimento precoce, danos provocados pela ação química do sol e câncer de pele.  

Prevenção  

Por se tratar de um distúrbio de origem genética, não há cura para o albinismo, mas é possível prevenir as principais complicações, que são o câncer de pele e a cegueira.  

Para isso, pessoas com albinismo devem: 

  • Usar protetor solar com fator de proteção 30, no mínimo, para raios UVA e UVB, 30 minutos antes de sair de casa e reaplicar a cada 2 horas, se necessário.
  • Quando sair ao ar livre, usar óculos escuros, chapéu e acessórios que protejam a cabeça dos raios solares.
  • Evitar exposição ao sol, especialmente das 10h às 16h.
  • Fazer acompanhamento frequente com o oftalmologista e o dermatologista. Isso é fundamental. 

O Ministério da Saúde recomenda aos albinos vítimas de bullying ou aos seus responsáveis, no caso de crianças, que denunciem o ocorrido no Disque 100. Essa ação também ajuda a coibir o preconceito e a identificar os portadores desta condição genética rara no país.  

Se você está em busca de mais informações sobre cuidados com a saúde, acesse os artigos sobre Prevenção e Controle no site Viver Bem da Unimed-BH. Também temos conteúdos focados em Qualidade de vida e bem-estar. Tudo para ajudar você a manter sua saúde física e mental em dia.  

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×
Obrigado! Sua opinião nos ajuda a fazer conteúdos cada vez melhores.

Comentários

error: © Copyright Unimed-BH 2021