Prisão de ventre na gravidez: aprenda a prevenir e tratar

Maternidade

18/04/2021

Cuidar do funcionamento intestinal é muito importante para o bem-estar e a saúde da futura mamãe. Entenda mais sobre a prisão de ventre na gravidez e saiba como preveni-la.

3 min de leitura

Compartilhar

Prisão de ventre na gravidez: aprenda a prevenir e tratar

Lidar com as alterações hormonais e metabólicas durante a gravidez é um desafio e tanto. Todo o corpo se prepara para o desenvolvimento do bebê e para o parto e isso acarreta incontáveis reações ao organismo. Sonolência excessiva, azia, náuseas e alterações intestinais são normais durante esse período.

A prisão de ventre na gravidez é uma reclamação recorrente das futuras mamães. Mas é possível encontrar caminhos para melhorar esse quadro e auxiliar no bem-estar do organismo.

Separamos algumas dicas que ajudam a aliviar os incômodos causados pelo intestino preso na gestação. Se você está grávida e quer saber como resolver esse problema, continue lendo este post.

O que é prisão de ventre?

Afinal, o que é prisão de ventre? Também conhecida como constipação intestinal, esse problema tão comum em gestantes é, na verdade, uma junção de sintomas.

A prisão de ventre é caracterizada pela dificuldade de evacuar. Essa dificuldade ocasiona poucas idas ao banheiro – cerca de duas ou três vezes na semana – e a sensação de não esvaziamento completo do intestino. Pessoas que têm esse problema também sentem incômodo ao evacuar devido ao ressecamento das fezes.

Diversas causas podem contribuir para a prisão de ventre. A falta de fibras na rotina alimentar, pouca hidratação e o exagero no consumo de alimentos ultra processados podem ser algumas delas.

O excesso de proteína animal na dieta e o uso de determinados medicamentos também podem contribuir para o surgimento de episódios de prisão de ventre. Porém, a prisão de ventre na gravidez não necessariamente está associada a alguma dessas causas, mas sim a outros fatores.

Prisão de ventre na gravidez: o que causa?

A prisão de ventre na gravidez está associada a dois fatores. O primeiro deles são as alterações hormonais. A progesterona, hormônio produzido pela placenta durante a gravidez, desacelera o funcionamento do intestino.

O segundo fator é mera questão de espaço: para abrigar o bebê em desenvolvimento, o útero se expande e, consequentemente, comprime o intestino. Essa soma faz com que o trânsito intestinal fique mais lento, ocasionando episódios de prisão de ventre na gravidez.

É por isso que a queixa de gestantes com intestino preso é tão comum. Trata-se de uma consequência natural das mudanças que o corpo sofre na gestação. Mas isso não significa que o intestino preso na gravidez seja uma sentença sem solução: é possível adotar medidas para minimizar os sintomas e promover mais conforto intestinal para a futura mamãe.

Intestino preso na gestação: o que fazer?

Falar sobre a prisão de ventre pode ser um tabu para muitas pessoas. Por outro lado, nada se compara ao incômodo causado pelos sintomas do intestino preso na gestação.

Por isso, existem algumas dicas para evitar a prisão de ventre na gravidez. Elas também podem servir para aliviar os sintomas de grávidas com intestino preso.

Hidratação

Beber bastante água é uma forma de contribuir para o funcionamento do intestino. Isso vale para gestantes e para todas as pessoas. O ideal é ingerir ao menos 2 litros por dia.

Dieta rica em fibras

Frutas, vegetais e cereais têm muita fibra. Por isso, é importante manter esse tipo de alimento no seu cardápio diário. Além de auxiliar na formação do bolo fecal, as fibras ajudam a facilitar a passagem das fezes no intestino, permitindo um trânsito intestinal sem incômodo.

Frutas ricas em água também devem ser consumidas em abundância. É recomendado contar com a ajuda de um profissional para estruturar um cardápio completo, considerando não somente a prisão de ventre na gravidez, mas também outras necessidades da gestação.

Rotina de atividades físicas

A atividade física para gestante auxilia no bem-estar, na qualidade do sono e no funcionamento intestinal. Por isso, mesmo durante a gravidez, é importante adotar alguma prática leve. Caminhada e alongamento são exemplos de atividades leves indicadas em todas as etapas da gravidez.

Converse com o seu médico durante a consulta de pré-natal e oriente-se sobre as possibilidades e limitações.

Orientação médica

Adotar medidas para melhorar a prisão de ventre na gravidez pode gerar ótimos resultados. Entretanto, se elas não forem suficientes, é preciso conversar com um especialista. Ele poderá prescrever medicações para a regulação do intestino e orientar sobre outras medidas de tratamento.

Ouça o seu corpo e invista no seu bem-estar durante toda a gestação.

Leia mais e se prepara para a chegada do bebê:

setinha O bebê vem ai? Conheça os tipos de parto e prepare-se.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×