Hipocondria: o que é e como reconhecer os sintomas?

Prevenção e Controle

24/05/2021

A hipocondria vai muito além do cuidado excessivo com a saúde. Ela pode levar à automedicação, ao isolamento social e a outros prejuízos para o corpo e a mente do paciente. Aprenda a reconhecer os sinais!

4 min de leitura

Compartilhar

Hipocondria: o que é e como reconhecer os sintomas?

A hipocondria é um termo comumente utilizado para denominar pessoas que têm um “cuidado extra” quando o assunto é saúde. Sabe aquela colega que está sempre com as consultas de rotina em dia ou aquele familiar que não se esquece de tomar a medicação prescrita?

Alguém já deve ter se referido a eles como hipocondríacos. E provavelmente você também acredita que conhece algum hipocondríaco. Entretanto, diferentemente do que muita gente pode pensar, a hipocondria não significa “cuidado extra com a saúde”.

Ela é, na verdade, uma doença. Entender o que é hipocondria, como ela se manifesta e quais são os seus riscos é fundamental para não banalizar esse diagnóstico. Continue lendo e aprenda como identificar se você, algum amigo ou familiar têm essa condição.

Hipocondria: o que é?

Se não é um cuidado extra com a saúde, o que é hipocondria? Certamente, essa pergunta passou pela sua cabeça ao chegar por aqui. A hipocondria é uma patologia relacionada ao medo irracional de doenças e até mesmo da morte por condições médicas.

Uma pessoa hipocondríaca tem o costume de passar, constantemente, por consultas e exames em busca de diagnósticos. Isso acontece ao menor sinal de sintomas ou até mesmo sem evidências de que possa existir algum problema.

Outra característica da hipocondria é a necessidade de prevenção e tratamento de doenças. Esse comportamento pode ocasionar visitas excessivas ao médico e acúmulo de medicações para todo tipo de enfermidades, resultando, muitas vezes, no uso de uma desnecessária “bolsinha de remédios”.

O que a maioria não sabe é que a hipocondria é um distúrbio psíquico reconhecido na Classificação Internacional de Doenças (CID-10) e provoca ansiedade, medo e estresse constantes.

Sintomas de hipocondria

Por se tratar de uma doença muitas vezes banalizada, torna-se ainda mais importante conhecer os sintomas de hipocondria.

Como já foi dito, a hipocondria é um distúrbio psíquico no qual os sinais se manifestam em questões relacionadas à saúde. E a ansiedade e a preocupação, características do hipocondríaco, podem se estender a outros momentos da vida, principalmente durante esse período de pandemia que vivemos.

Entre os principais sintomas de hipocondria, estão:

  • Apreensão, ansiedade prolongada e preocupação exagerada com a própria saúde.
  • Visitas constantes e desnecessárias ao médico.
  • Busca por várias opiniões médicas a respeito da mesma suspeita.
  • Falta de aceitação de diagnósticos feitos por profissionais de saúde.
  • Medo excessivo ao manifestar qualquer tipo de sintoma.

Esses sintomas ocasionam comportamentos como automedicação, isolamento social e foco na possibilidade de diagnósticos graves.

Hipocondria e pandemia

Os casos diagnosticados de hipocondria no Brasil chegam a 150 mil por ano. A chegada da pandemia da Covid-19 fez com que esse número, já expressivo, crescesse.

A alta taxa de transmissão da Covid-19, a alta mortalidade por essa doença e a incerteza em relação ao futuro, somadas aos sintomas que um hipocondríaco apresenta, resultam na piora do quadro. Por se tratar de um distúrbio relacionado à saúde, a chegada de um novo vírus com tantas características preocupantes faz com que os sintomas da hipocondria sejam ainda mais graves e recorrentes.

Logo, é importante se manter alerta aos sinais nesse cenário de pandemia e tomar medidas para promover a saúde mental e evitar a piora do distúrbio.

Hipocondria digital: o que é?

A hipocondria digital ou cibercondria não é uma doença, mas, ainda assim, é um comportamento que merece atenção. Trata-se da busca incessante por diagnósticos na internet a partir de qualquer tipo de sintoma. E com um agravante: o hipocondríaco digital tira conclusões a partir de pesquisas online rápidas.

A cibercondria pode levar ao surgimento de sintomas da doença; por isso é preciso ficar atento. Mas o maior risco relacionado à hipocondria digital é a adoção de hábitos nocivos à saúde baseados em tais pesquisas, sendo o pior deles a automedicação.

Uma pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais revela que o uso de medicações sem prescrição médica é a maior causa de intoxicação no Brasil. As consequências vão desde episódios simples, como diarreia e vômito, até perda de consciência e morte.

É importante lembrar que a automedicação pode ser um comportamento associado à hipocondria digital, mas também pode ser um fator que desencadeia a doença. Em ambos os casos, é uma atitude que deve ser combatida.

Quando é hora de buscar ajuda?

A hipocondria é listada na Classificação Internacional de Doenças (CID-10) e merece atenção e tratamento, como todo e qualquer transtorno de ordem mental. Para saber quando é hora de buscar ajuda, é importante que o hipocondríaco faça algumas perguntas a si mesmo:

  • A hipocondria está atrapalhando a minha rotina?
  • Tenho me sentido mais ansioso e preocupado do que o normal?
  • Estou fazendo o uso de medicações sem prescrição médica?
  • Estou me submetendo a exames e consultas sem necessidade?

No momento atual, o medo de se socializar é comum. Ainda mais quando o isolamento social é necessário. Mesmo assim, é importante avaliar qual é o nível de medo que o contato social provoca.

Se as respostas às perguntas acima forem, em sua maioria, positivas e o medo for alto, é importante buscar ajuda profissional.

Como tratar a hipocondria?

Assim como outros distúrbios psíquicos, esse transtorno pode ser tratado com o intuito de oferecer mais qualidade de vida ao hipocondríaco.

O tratamento pode ser feito por meio de acompanhamento psicológico, no qual serão trabalhadas várias formas de lidar com o transtorno; e, quando há o diagnóstico de outros transtornos associados, como ansiedade e depressão, podem ser prescritas medicações.

Se você se identificou com o conteúdo, não hesite em buscar ajuda. Contar com o apoio de profissionais qualificados, além de familiares e amigos, é a melhor forma de lidar com os sintomas de hipocondria.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não

    Nos ajude a melhorar nosso conteúdo!
    ×
    Obrigado! Sua opinião nos ajuda a fazer conteúdos cada vez melhores.

    Comentários

    error: © Copyright Unimed-BH 2021