Câncer de pele: quais são os sintomas e como prevenir?

Qualidade de Vida

25/02/2021

Conheça as principais orientações médicas para se prevenir do tipo de câncer que mais atinge os brasileiros.

3 min de leitura

Compartilhar

Câncer de pele: quais são os sintomas e como prevenir?

Considerado um dos tipos mais comuns no Brasil, o câncer de pele é causado, na maioria dos casos, pela exposição ao sol de forma incorreta, exagerada e sem proteção. É uma doença grave, que precisa ser tratada com atenção e acompanhamento constante.

Entre os tipos de tumor de pele, estão os carcinomas e os melanomas. Os carcinomas acometem um maior número de pacientes. Já os melanomas são mais raros; entretanto, são mais graves e têm maior incidência de metástase em casos mais avançados.

O que causa câncer de pele?

O câncer de pele é a consequência do crescimento acelerado e anormal das células da pele. Essas células são “organizadas” em camadas; e, dependendo da forma como são afetadas, são identificadas com diferentes tipos de câncer: carcinomas basocelulares, carcinomas espinocelulares ou melanomas.

Compreender o que causa o câncer de pele envolve a conscientização de que, independentemente do tipo, a exposição excessiva ao sol sem proteção solar é o principal fator para o aparecimento dos tumores de pele.

Fototipo I e II

Homens e mulheres de pele muito clara e que se queimam com facilidade após a exposição ao sol – normalmente os que têm fototipo cutâneo I ou II – fazem parte do grupo de risco da doença e estão entre os mais aptos a contraírem o tipo melanoma.

Isso não significa que indivíduos com outros fototipos estejam isentos da doença. Existe uma série de outras características que podem influenciar negativamente o risco de aquisição da doença.

Histórico individual

A reincidência do câncer de pele é algo a se observar de perto. Pessoas que já tiveram a doença precisam redobrar a atenção, pois fazem parte do grupo que tem maior risco de desenvolvê-la novamente.

Histórico familiar

O tumor de pele pode ser uma doença hereditária. Por isso, pessoas cujos parentes próximos (pais, irmãos e filhos) tenham histórico da doença fazem parte do grupo de risco e precisam de acompanhamento e medidas preventivas mais rigorosas.

É recomendado incluir o autoexame de pele – que consiste na observação cuidadosa para identificar manchas – na rotina de cuidados. É importante também evitar a exposição ao sol sem o uso do filtro solar e visitar um médico especialista regularmente.

Idade

A idade é um fator de risco para a ocorrência do câncer de pele. Indivíduos com mais de 50 anos precisam ficar atentos e manter os hábitos de cuidado com a pele, que se torna mais sensível através do tempo.

Pessoas mais novas, entretanto, também podem ser diagnosticadas, principalmente se a família tiver histórico da doença, um dos fatores de risco.

Redução da atividade do sistema de defesa do organismo

Pacientes acometidos por vírus como o HIV, pacientes transplantados e pacientes que fazem uso de medicação que enfraqueça o sistema de defesa do organismo têm maior risco de desenvolver o câncer de pele. Além dos cuidados já previstos no tratamento desses pacientes, é recomendado o acompanhamento com especialista de forma preventiva.

Exposição à radiação ultravioleta (UV)

Não é apenas o sol que emite raios UV, que podem ser prejudiciais à pele. Pessoas submetidas a procedimentos em câmaras de bronzeamento artificial e lâmpadas solares também precisam se atentar para os riscos do câncer de pele, já que tais equipamentos emitem, da mesma forma, raios UV.

Como se prevenir contra o câncer de pele?

Quanto mais cedo é feito o diagnóstico, mais bem-sucedido é o tratamento. Por isso, observar o seu corpo com cuidado é um hábito preventivo de extrema importância.

A seguir, algumas dicas de como se prevenir contra o câncer de pele.

Fique atento aos sintomas

Conhecida como “ABCDE”, a regra de identificação de lesões suspeitas pode auxiliar você caso perceba alguma mancha no seu corpo:

  1. Assimetria
  2. Bordas irregulares
  3. Coloração variável
  4. Diâmetro maior que 5 milímetros
  5. Evolução

Coceira, sangramentos, erosões e feridas que não cicatrizam também são sinal de alerta.

O autoexame é uma medida preventiva eficaz para detectar suspeitas cedo. Por isso, ao menor sinal de manchas na pele, uma consulta médica especializada deve ser feita.

Proteja-se do câncer de pele

O sol é responsável por trazer benefícios à nossa pele. Contudo, ao se expor a ele de forma exagerada, o efeito no nosso corpo é reverso. Por isso, é importante evitar e se proteger da radiação UV em excesso. Para isso, existem várias formas:

  • Use chapéus ou bonés e óculos escuros para proteger o couro cabeludo, os olhos e o rosto da exposição solar.
  • Cubra áreas do corpo expostas por muito tempo com blusas de manga comprida e calças. Existem opções de roupas com proteção UV.
  • O banho de sol para reposição da importante vitamina D deve acontecer antes das 10h e após as 16h, por 15 minutos. Evite exposição ao sol fora desses horários.
  • Utilize o filtro solar diariamente. Em dias quentes e ensolarados, passe no mínimo três vezes ao dia ou sempre que houver exposição prolongada ao sol.
  • Na praia ou no clube, procure ficar embaixo da sombra e renove a camada de proteção solar com o filtro a cada mergulho.
  • Evite práticas de bronzeamento artificial, pois elas trazem riscos comprovados à saúde da pele, não somente o câncer.
  • Consulte um dermatologista regularmente. Além de avaliar a sua pele com cuidado, ele pode dar dicas de como você deve se cuidar adequadamente para evitar o câncer de pele e outras doenças.
Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×
Obrigado! Sua opinião nos ajuda a fazer conteúdos cada vez melhores.

Comentários

error: © Copyright Unimed-BH 2021