Cefaleia ou enxaqueca: diferenças, causas e tratamento para dor de cabeça

Qualidade de Vida

12/05/2022

Dor de cabeça, e agora? Conheça as diferenças entre enxaqueca e cefaleia, o que cada uma causa e como tratar

4 min de leitura

Cefaleia ou enxaqueca: diferenças, causas e tratamento para dor de cabeça

Ao longo da vida, qualquer pessoa poderá ter vários momentos em que sentirá dor de cabeça. Os motivos por trás dessa dor geralmente são diversos, e isso pode indicar algo passageiro ou uma condição mais grave.

A dor de cabeça tem origem distinta e chega a  ser facilmente confundida com enxaqueca, além de poder ser um sinal que indica a presença de outras doenças.

Neste artigo, você vai aprender a diferenciar os tipos mais comuns de dor de cabeça: afinal, o que é cefaleia e o que é enxaqueca? Veja quando e como cada uma delas se manifesta!

Cefaleia ou enxaqueca: qual a diferença?

A dor de cabeça, ou cefaleia, é uma condição que pode ser frequente, de intensidade variável e apresentar características distintas. A dor pode ocorrer em diversos locais no crânio, no rosto ou na parte superior do pescoço e varia em frequência e intensidade.

Já a enxaqueca é um distúrbio neurológico extremamente doloroso, recorrente e que acontece em episódios. A enxaqueca geralmente produz sintomas mais intensos e debilitantes do que a dor de cabeça de caráter não neurológico. Um ponto interessante é que alguns tipos de enxaqueca não causam dor na cabeça.

Tipos de dor de cabeça

Existem muitos tipos diferentes de dor de cabeça; portanto, identificar a localização e a natureza da sua dor é um caminho para ajudar a determinar a causa.

Alguns dos tipos mais comuns incluem:

  • Dor de cabeça de tensão: A dor tende a se espalhar pelos dois lados da cabeça, geralmente começando na parte de trás e rastejando para a frente. Esta é a forma mais comum de dor de cabeça. Problemas relacionados à visão, ao estresse e à fome são frequentemente causas de dores de cabeça de tensão, e essas podem ser crônicas.
  • Dor de cabeça de sinusite: essa dor de cabeça geralmente atinge quando você está doente ou se sente congestionado. Ela é causada ​​pelo inchaço nas passagens do seio da face, resultando em dor atrás das bochechas, do nariz e dos olhos. A dor geralmente é mais intensa quando você acorda de manhã e quando se inclina para a frente.
  • Dor de cabeça em salvas (clusters): esse tipo de dor de cabeça geralmente é muito doloroso e ocorre em “ondas”, o que significa  diariamente (geralmente ao mesmo tempo), às vezes, até várias vezes por dia, durante meses. Isso é resultado de dilatação nos vasos sanguíneos do cérebro em razão da liberação de serotonina e histaminas. Ela pode ser causada ​​por esforço físico, luzes brilhantes ou até em altitude.

O que é enxaqueca? 

Quando a maioria das pessoas ouve o termo enxaqueca, geralmente pensa em uma forte dor de cabeça. Mas as dores de cabeça são apenas um dos sintomas de enxaqueca e podem variar de gravidade e duração. As mudanças na atividade cerebral afetam a circulação no cérebro e nos tecidos circundantes, causando uma série de sintomas. 

Outra diferença da cefaleia e da enxaqueca é a forma como a dor se manifesta. Durante as crises de enxaqueca, as pessoas costumam sentir uma dor latejante em apenas um dos lados da cabeça, com intensidade variando de média a forte.

Quais são os sintomas?

Além de dores graves na cabeça, os que sofrem de enxaqueca podem experimentar um ou mais dos seguintes sintomas:

  • Náusea
  • Aumento da sensibilidade à luz, som ou cheiros
  • Tontura
  • Fadiga extrema

O que causa enxaqueca?

Embora as dores de cabeça geralmente tenham causas facilmente rastreáveis, as enxaquecas têm gatilhos comuns, mas nenhuma causa. Se você sofre de enxaqueca, pode descobrir que certos fatores desencadeiam seu aparecimento.

Os gatilhos variam de pessoa para pessoa e podem incluir:

  • Fatores de gênero e hormonais: As mulheres são três vezes mais propensas a sofrer de enxaqueca do que os homens. Com relação aos hormônios, a fase do ciclo menstrual também pode predispor a episódios de enxaqueca.
  • Alergias: Também chamadas de “rinite alérgica”, as alergias causam irritação e inflamação no corpo. Como a enxaqueca está associada à inflamação dos vasos sanguíneos, as alergias são um gatilho conhecido para algumas pessoas.
  • História familiar e genética: Pessoas com familiares que sofrem de enxaqueca são mais propensas a desenvolver essa condição. 
  • Fatores do ambiente: Esta categoria inclui ampla gama de gatilhos, como mudanças no clima, estresse, comida, cheiros e falta de sono.

Como tratar a dor de cabeça

As dores de cabeça podem ser tratadas de algumas formas simples, especialmente as cefaleias que acontecem esporadicamente no dia a dia.

Algumas dicas para tratar dor de cabeça em casa incluem:

Analgésicos

Medicamentos analgésicos são grandes aliados para quem enfrenta episódios de cefaleia. Eles proporcionam alívio rápido para as crises do cotidiano. Antes de fazer uso de medicamentos, porém, saiba alguns cuidados essenciais na hora de tomar qualquer medicação.

Massagem nas têmporas

A massagem na cabeça é ótima para aliviar a dor de cabeça, pois mobiliza a corrente sanguínea, diminuindo a dor e ajudando a relaxar.

Repouso em um local escuro e quieto

Depois de tomar um medicamento analgésico, tente repousar em um local silencioso e protegido da luz.

Compressas frias e mornas

Uma compressa de água fria é uma receita utilizada normalmente para a dor de cabeça ligada a episódios de enxaqueca. Já as dores tensionais, por outro lado, podem melhorar com compressas mornas.

Dicas de estilo de vida para evitar dor de cabeça

Adotar mudanças no estilo de vida também pode ajudar a prevenir alguns tipos de dor de cabeça e enxaqueca. Esses incluem:

Levar uma vida mais saudável, de forma geral, pode ajudar a prevenir a dor de cabeça. Veja aqui como adotar hábitos saudáveis no seu dia a dia!

Quando procurar atendimento médico?

Dor de cabeça pode ser uma pequena crise do dia a dia, como você viu até aqui, mas também pode indicar problemas mais graves.

É fundamental procurar atendimento médico diante de um quadro de dor de cabeça forte, repentina ou que dura vários dias, que não passa com o uso de analgésicos comuns e se manifesta juntamente a sintomas como confusão mental, sonolência, febre alta, desmaios, convulsões, rigidez da nuca ou alterações motoras.

Conteúdo validado por Equipe de Atenção à Saúde Unimed-BH
Conteúdo validado por Equipe de Atenção à Saúde Unimed-BH
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×

Comentários