Como prevenir a osteoporose

Qualidade de Vida

02/03/2021

Saiba o que é e como prevenir a osteoporose, uma doença bastante comum entre mulheres e idosos, que deixa os ossos frágeis

4 min de leitura

Compartilhar

Como prevenir a osteoporose

A osteoporose chama atenção por ser uma condição muito comum, principalmente entre mulheres acima dos 45 anos e idosos. Por ser uma doença silenciosa, muitas vezes ela só é descoberta quando ocasiona alguma fratura ou dor crônica.

A boa notícia é que, com a adoção de hábitos simples, você pode prevenir a osteoporose e ganhar muito mais qualidade de vida. Conhecendo melhor como essa condição se desenvolve e o que fazer para preveni-la, você terá condições de adiar seu aparecimento.

O que é osteoporose e como evitá-la

A osteoporose é uma condição que enfraquece os ossos e os deixa mais propensos a fraturas e dores crônicas. Eles perdem minerais (como o cálcio) em uma velocidade maior do que o corpo consegue repor. Com isso, há uma deterioração do tecido e uma consequente perda de massa óssea.

A palavra osteoporose significa “ossos porosos”, e é exatamente assim que ficam os ossos de quem tem essa condição: porosos, frágeis. Isso faz com que essas pessoas estejam sujeitas a sofrerem fraturas com mais frequência.

Um passo importante é detectar a doença o mais cedo possível. O diagnóstico precoce pode ser feito por meio de avaliação clínica e de densitometria óssea, um exame que avalia a densidade mineral dos ossos. Infelizmente, na maioria dos casos, a osteoporose é identificada somente após uma fratura, em função de alguma queda ou batida, ou com o agravamento de uma dor crônica, causada por deformação dos ossos em função da doença.

Causas da osteoporose

Existem diversas causas da osteoporose e vários fatores de risco. A menopausa, a hereditariedade e o próprio envelhecimento fazem do indivíduo alguém mais propenso a manifestar a doença. Por isso, as mulheres e os idosos são os principais grupos de risco para a osteoporose. Mas alguns hábitos também podem contribuir para que o paciente desenvolva a doença. Uma dieta pobre em cálcio e baixa em vitamina D, o consumo excessivo de café, o tabagismo, o excesso de álcool e o uso de algumas medicações, como corticoides, contribuem para aumentar as chances de aparecimento da osteoporose no futuro. Tais hábitos, no entanto, podem ser mudados. Fazendo isso, você diminuirá as chances de ter essa condição médica.

Como prevenir a osteoporose – 7 dicas

Se você quer saber como prevenir a osteoporose, considere adotar hábitos saudáveis e interromper comportamentos de risco. Aqui vão sete dicas para diminuir suas chances de desenvolver a doença:

Tome sol pela manhã

Se expor ao sol aumenta a produção de vitamina D, nutriente que ajuda o corpo a absorver melhor o cálcio. Esse processo vai fortalecer seus ossos e evitar o desenvolvimento da osteoporose.

Pare de fumar

O cigarro está diretamente relacionado à perda de massa óssea. Além disso, a fumaça proveniente do ato de fumar também está ligada ao enfraquecimento dos ossos, tornando fumantes passivos mais propensos a apresentarem osteoporose.

Limite seu consumo de café

A cafeína, presente no café, possui uma substância chamada xantina. Essa substância faz com que o corpo elimine mais cálcio e, ao mesmo tempo, tenha mais dificuldade em absorvê-lo.

Consuma menos bebidas alcoólicas e bebidas gaseificadas

Limitar o consumo de bebidas alcoólicas e de bebidas gaseificadas, como refrigerantes, é fundamental para prevenir a osteoporose, pois ambas interferem na capacidade de o corpo absorver o cálcio. Você deve consumir até 200 ml dessas bebidas por dia.

Pratique exercícios

Pratique atividades físicas, principalmente caminhada e exercícios que envolvam peso. Isso contribui para o aumento da densidade dos ossos. Lembre-se de procurar a orientação de um educador físico antes de iniciar a prática de qualquer exercício.

Garanta uma boa ingestão de cálcio

Procure ingerir entre 800 mg a 1.200 mg de cálcio por dia. Para isso, aposte em alimentos como vegetais verde-escuros, sardinha, soja, leite e grão-de-bico.

Tenha uma alimentação rica em vitamina D

A vitamina D é muito importante no processo de absorção do cálcio. Ela pode ser encontrada em alimentos como peixes, ovos, cogumelos, fígado e carnes vermelhas.

Como estão seus hábitos? Avalie e, caso necessário, comece a introduzir uma mudança por vez.

Tratamento da osteoporose

Fui diagnosticado com osteoporose. E agora? O tratamento da osteoporose busca diminuir a perda de massa nos ossos. Cada paciente precisará lidar com essa condição de uma forma diferente, de acordo com a orientação do médico. Ele vai considerar idade, sexo, risco de fraturas e acidentes anteriores para direcionar o tratamento.

Fraturas são as consequências mais graves da osteoporose, ocorrendo, principalmente, no fêmur, na coluna e no punho. Tomar medidas para prevenir quedas, comer bem, fazer atividade física, tomar os suplementos certos e seguir o tratamento adequado podem reduzir a chance de quebrar um osso. É importante procurar evitar as quedas ao máximo, especialmente à medida que envelhecemos.

Todo tratamento, no entanto, passa por uma reeducação alimentar, que vai garantir que você esteja ingerindo alimentos saudáveis e ricos em vitamina D e cálcio. Em alguns casos, pode ser difícil conseguir esses nutrientes apenas com a comida. O médico pode indicar, então, a suplementação desses nutrientes.

Vitamina D para osteoporose

Em alguns casos, o paciente não consegue se expor tanto ao sol e esse nutriente não atinge os níveis necessários para o organismo. Dessa forma, ele vai precisar complementar sua alimentação com a suplementação de vitamina D para osteoporose. A quantidade ideal de vitamina será indicada pelo médico, que avaliará as necessidades do paciente com base em exames, hábitos e histórico de saúde. É bastante comum suplementar a vitamina D, que é facilmente encontrada em farmácias.

Cálcio para osteoporose

O cálcio é um nutriente de extrema importância. Se ele não estiver disponível na sua corrente sanguínea, o corpo vai buscar esse mineral nos ossos. Por isso é necessário ter bastante atenção aos níveis de cálcio no sangue. As necessidades de cálcio também variam ao longo da vida. À medida que envelhecemos – e, no caso das mulheres, quando atingem a menopausa – é necessário mais cálcio para manter os ossos fortes e saudáveis do que quando éramos mais jovens. A suplementação de cálcio também deve ser feita com acompanhamento médico. É ele quem vai definir se o quadro exige a suplementação de cálcio para osteoporose e qual a quantidade certa.

A osteoporose é uma doença extremamente comum, principalmente com o avançar da idade. Para prevenir essa condição, é preciso manter hábitos de vida saudáveis e os exames em dia. Caso você ou algum familiar apresente fatores de risco, não hesite em conversar com seu médico sobre isso.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.

Comentários