Comer muito sal faz mal: saiba como evitar o excesso de sal no organismo

Qualidade de Vida

06/04/2021

O excesso de sal no organismo pode causar problemas de saúde. Evitar o consumo de sal em excesso é fundamental prevenir, veja as orientações.

4 min de leitura

Compartilhar

Comer muito sal faz mal: saiba como evitar o excesso de sal no organismo

Considerado um dos vilões da alimentação saudável, o sal é um ingrediente utilizado para temperar milhares de receitas e está entre os temperos mais populares na dispensa dos brasileiros.

Mesmo tendo uma função importante para a saúde, o excesso de sal no organismo pode ser extremamente prejudicial, sobretudo para aqueles que precisam manter um estilo de vida mais regrado por conta de comorbidades como hipertensão, diabetes e insuficiência cardíaca.

Independentemente de qual seja o quadro clínico, o caminho para garantir o consumo de sal adequado para o organismo e evitar problemas de saúde é o cuidado. Cuidar dessa parte da alimentação é uma tarefa que vai desde o preparo das receitas em casa até a escolha de produtos no supermercado e alimentos prontos na rua.

Composição do sal

A composição do sal de cozinha é resumida pelo cloreto de sódio. Mas usá-lo para temperar refeições não é a única forma de incluí-lo no cardápio. Alguns alimentos são fontes naturais desse nutriente, principalmente os de origem animal, como peixes, carnes, leite e ovos.

O sódio também está na composição de alimentos prontos, processados e ultra processados. Entretanto, esse é um caso em que o sal é usado em excesso, de maneira nociva. Por isso, é importante ficar atento aos exageros.

Tipos de sal

Existem vários tipos de sal e cada um deles pode ser usado para uma função específica na cozinha e na alimentação do dia a dia. Alguns dos mais populares:

  • Sal refinado – O mais popular nas dispensas e também conhecido como sal de cozinha. Através do refinamento, são retiradas as impurezas e, consequentemente, reduzidos os minerais da substância. Esse processo faz com que o sal fique mais fino e se misture mais facilmente nas preparações.
  • Sal grosso – Por não passar pelo refinamento, não tem a textura fina do “sal de cozinha”. É utilizado para evitar o ressecamento de alimentos. Por isso, é muito usado em receitas nas quais é preciso evitar a perda de água dos alimentos para potencializar o sabor. Exemplos populares são carnes de churrasco e peixe assado.
  • Sal light – É constituído por metade do teor de sódio encontrado no sal refinado, mas, por outro lado, contém cloreto de potássio. É uma opção para pessoas que têm restrições alimentares. Contudo, ele deve ser usado com cautela e com orientação médica devido à presença do potássio em sua composição.
  • Sal marinho – Passa por um processo manual de extração e é mais natural, sem processamentos. A forma (grosso, fino ou em flocos) e a cor como ele se apresenta (branco, rosa, preto ou cinza) vai depender da região onde ele é extraído.
  • Sal do Himalaia – Possui mais de 80 minerais em sua composição, como cálcio, ferro e cobre. Sua cor é rosada e seu sabor suave. Ele se popularizou como uma alternativa para temperar refeições saudáveis.
  • Flor de sal – Contém 10% a mais de sódio que o sal de cozinha. Ao contrário dos outros tipos de sal, por ter um sabor intenso e crocante, ele é utilizado para finalizar todos os tipos de receita, até mesmo sobremesas.

Qual o melhor sal para consumo?

Se você está em dúvida sobre qual o melhor sal para consumo, saiba que ele não existe. Usado em quantidades adequadas, qualquer tipo de sal pode ser benéfico para a saúde. O importante é seguir as recomendações de uso de sódio na alimentação e adequar essa quantidade às receitas do dia a dia.

Para evitar o excesso de sal no organismo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) indica a ingestão de, no máximo, 6g de sal por dia para adultos. Essa quantidade deve ser reduzida e ajustada para crianças.

Para que serve o sal?

Mesmo sendo um ingrediente popular entre os temperos, muitas pessoas não sabem para que serve o sal no organismo. O cloreto de sódio é um nutriente fundamental para regular o funcionamento de diversos mecanismos no nosso corpo.

Entre suas principais funções estão a regulação da pressão arterial, a transmissão de impulsos nervosos e contrações musculares e o equilíbrio de líquidos no nosso corpo. Por isso ele não deve ser totalmente excluído da alimentação.

Comer muito sal não é recomendado, mas seguir as recomendações de utilização garante a ingestão ideal para manter as funções do organismo em dia.

Doenças causadas pelo excesso de sal

Se, por um lado, a falta de consumo desse nutriente pode acarretar problemas, por outro, existem algumas doenças causadas pelo excesso de sal. O sal em excesso pode afetar a função renal, desregular a pressão arterial e sobrecarregar o coração e os vasos sanguíneos.

Pacientes com doenças cardiovasculares ou insuficiência cardíaca devem ter ainda mais atenção, pois o excesso de sal no organismo pode desencadear complicações nesses pacientes, como episódios de insuficiência cardíaca descompensada e crises hipertensivas.

Não há um valor ideal de ingestão de sódio para esses pacientes, mas existe uma relação entre consumir sal em excesso e apresentar pioras nos quadros clínicos.

Excesso de sal no organismo: como evitar?

Existem algumas orientações e dicas para evitar o excesso de sal na alimentação:

  • Fique atento à escolha dos alimentos: ao comer processados, enlatados, embutidos e congelados, você pode consumir sal em excesso e prejudicar a sua saúde.
  • Aprenda a ler os rótulos. Conhecer as informações nutricionais dos alimentos é essencial para calcular a quantidade de sódio ingerida em cada refeição e dividir corretamente a quantidade ideal por dia, evitando o excesso de sal no organismo.
  • Atenção também fora de casa. Não há como controlar o sal em excesso nos alimentos preparados em restaurantes. Por isso, antes de escolher o seu prato, consulte o garçom sobre opções sem ou com pouca adição de sal.
  • Opte por outros temperos. Pequenas porções também podem levar a comer muito sal. Invista em ervas, especiarias, limão e outros temperos naturais que são tão saborosos quanto.

Evitar consumir sal em excesso pode parecer difícil no começo. Mas basta adquirir alguns hábitos e ter mais atenção na alimentação que essa tarefa se torna mais fácil. Consequentemente, isso vai ajudar você a manter a saúde em dia e as funções do organismo intactas.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×
Obrigado! Sua opinião nos ajuda a fazer conteúdos cada vez melhores.

Comentários

error: © Copyright Unimed-BH 2021