Aparelho de inalação: conheça os tipos de aparelhos e saiba como usá-los

Prevenção e Controle

06/04/2021

Saiba quais as vantagens de usar bombinhas para o controle das crises de asma e seus benefícios

6 min de leitura

Compartilhar

Aparelho de inalação: conheça os tipos de aparelhos e saiba como usá-los

O aparelho de inalação, popularmente conhecido como bombinhas, são grandes aliados no controle de doenças respiratórias como asma e sintomas de DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica).

Com esses dispositivos, é possível administrar medicamentos em forma de aerossol (partículas suspensas em gás) diretamente nos pulmões, contribuindo para a desobstrução das vias áreas e melhorando consideravelmente a qualidade de vida dos pacientes.

Entretanto, a otimização da eficácia de inaladores e nebulizadores exigem uma forma específica de uso, ou seja, cada sistema de inalação tem sua especificidade.

Inalação: para que serve?

Em 2019, as doenças do aparelho respiratório foram as principais responsáveis pelas internações hospitalares de usuários dos planos de saúde.

Segundo dados compartilhados no Mapa Assistencial da Saúde Suplementar, os problemas respiratórios levaram a 506,9 mil ocorrências, representando 5,9% das causas de internação no setor no Brasil. E, entre esses problemas respiratórios, o principal é exatamente a asma. Por isso, o uso dos inaladores de forma correta é tão importante.

O principal objetivo das bombinhas é a deposição do remédio diretamente nas vias áreas inferiores, de modo que seus efeitos terapêuticos sejam maximizados. A administração de remédios por via inalatória, se comparada à por via oral e à parentérica (por meio de injeções) permite um resultado mais rápido e eficaz.

Além disso, ela utiliza doses menores do terapêutico e gera menos efeitos adversos. Muita gente também usa o termo “inalador” para falar de outros aparelhos, como o nebulizador, que é muito utilizado para fazer inalação para sinusite, rinite e tosse.

Há vários tipos de aparelho de inalação, cada um com as suas indicações clínicas, vantagens e desvantagens:

  • inaladores pressurizados doseáveis (pMDI – pressurized metered dose inhaler) – dispositivos em spray que podem ser utilizados em contato direto com a boca ou por meio de câmara expansora, também conhecidas como espaçador;
  • inaladores de pó seco (DPI – dry powder inhaler);
  • inaladores de névoa suave (SMI – soft mist inhaler);
  • sistemas nebulizadores pneumáticos, ultrassônicos e eletrônicos.

Como fazer inalação?

Cada bombinha tem a sua técnica específica de inalação. Por isso, saber como fazer inalação é essencial para executar de forma correta e ter o máximo de resposta terapêutica. O uso incorreto dos dispositivos, principalmente aqueles que têm corticoides, pode acarretar efeitos como rouquidão e candidíase.

Inaladores pressurizados doseáveis (pMDI – pressurized metered dose inhaler)

aparelho de inalação
Os pMDIs são dispositivos pequenos, pressurizados, que libertam uma dose fixa de remédio (pode ser um ou dois fármacos) e propelente por meio de uma válvula de dose calibrada. Eles são os aparelhos inalatórios mais prescritos em todo o mundo e os mais utilizados tanto em hospitais quanto em casa.

Como usar?

Os pMDIs devem ser aplicados com a pessoa em pé ou sentada, de forma a permitir a máxima expansão torácica. Em seguida, siga estes passos:

  • Estando na posição correta, agite o inalador por 5 segundos e retire a tampa.
  • Em seguida, coloque o inalador na boca, na posição vertical (como se fosse um L), segurando com o dedo indicador na parte superior e o dedo polegar na parte inferior.
  • Retire (expire) todo o ar dos pulmões.
  • Ative o inalador e inspire profundamente.
  • Prenda o ar por 10 segundos e então respire normalmente.

Algumas observações:

– Se tiver sido prescrito mais de uma inalação, aguarde de 30 segundos a 1 minuto para repetir o procedimento.
– É importante ter o cuidado de gargarejar água, escovar os dentes ou mesmo lavar a boca e o rosto para eliminar resquícios da medicação usada.

Como o remédio não tem gosto, a quantidade inalada geralmente não é perceptível. Para verificar se a dose foi utilizada da forma correta, observe o contador de doses presente na própria bombinha.

Inaladores pressurizados doseáveis com espaçador (pMDI – pressurized metered dose inhaler)

aparelho de inalação

O espaçador, ao criar um espaço entre a boca e o inalador, permite que a respiração e, consequentemente, a absorção do medicamento aconteçam de forma mais lenta. Dessa forma, o bem-estar alcançado ao usar o inalador é maior, principalmente para crianças a partir de 2 anos de idade.

Quando o fármaco é disparado direto na boca, uma parte do medicamento pode se depositar em seu interior, diminuindo a quantidade de remédio que chega aos pulmões. Mesmo que o spray seja absorvido pelo corpo, essa não é a melhor forma.

Quando o espaçador é utilizado no aparelho de inalação, o medicamento vai direto para os pulmões, gerando um resultado mais rápido. Além disso, o espaçador permite que sejam usadas doses mais baixas de remédio, diminuindo alguns efeitos colaterais, como tremores.

Como usar?

  • Coloque a válvula no espaçador.
  • Agite a bombinha vigorosamente por uns 5 segundos.
  • Encaixe a bombinha no espaçador.
  • Solte (ou peça a criança para soltar) o ar dos pulmões.
  • Coloque o espaçador na boca, entre os dentes e feche os lábios.
  • Ative a bombinha.
  • Prenda a respiração durante 10 segundos (adultos) ou 5 segundos (crianças).
  • Respire pela boca (pelo espaçador) de 6 a 8 vezes de forma lenta e profunda.
  • Retire o espaçador da boca.
  • Lave a boca e os dentes e, depois, cuspa a água. Se preferir, escove os dentes.

Inaladores de pó seco: DPI

aparelho de inalação

Alguns aparelhos de inalação usam a medicação em pó. Esses aparelhos (ou bombinhas) não precisam de espaçadores, mas nem todos funcionam do mesmo jeito. Por isso, é importante se certificar de que você sabe usar o seu corretamente.

Como usar?

  • Carregue a bombinha com a dose indicada de medicação, de acordo com as instruções de uso do aparelho.
  • Ainda segurando o inalador fora da boca, esvazie todo o ar dos pulmões.
  • Mantenha o queixo levantado.
  • Coloque o bocal entre os lábios e puxe o ar pela boca rapidamente e bem fundo.
  • Retire o inalador da boca e prenda a respiração durante 10 segundos.
  • Solte o ar lentamente, mas fora do inalador.

Em alguns casos, mesmo após a ativação da bombinha, há sobra de medicamento no aparelho de inalação. Nessas ocasiões, é recomendado repetir o processo. Certifique-se também de fechar o inalador e guardá-lo em um local seco.

Inaladores de névoa suave

aparelho de inalação

O inalador de névoa suave utiliza um sistema de molas para depositar o medicamento. Ele cria uma espécie de nuvem que é capaz de ser inalada sem a ajuda de um propulsor. Como a névoa contém mais remédio do que os outros aparelhos inaladores, a sua dosagem é mais lenta, fazendo com que mais fármaco entre nos pulmões.

Como usar?

Antes da primeira utilização, é necessário seguir os seguintes passos:

  • Com a tampa de proteção fechada, pressione o botão de segurança e puxe a base transparente.
  • Uma vez removida a base transparente, insira o cartucho no interior do inalador.
  • Pressione o cartucho contra uma superfície dura para garantir que foi totalmente introduzido.
  • Coloque novamente a base transparente do inalador.
  • Segure o inalador na posição vertical com a tampa de proteção fechada e rode a base.
  • Abra totalmente a tampa e coloque o inalador direcionado para baixo.
  • Pressione o botão de libertação da dose, de forma a visualizar uma nuvem.

A técnica inalatória é efetuada na seguinte sequência:

  • Segure o inalador na posição vertical, com a tampa de proteção fechada, para evitar a perda acidental de dose.
  • Abra a tampa superior (que fica sobre o bocal).
  • Expire lenta e profundamente, retirando todo o ar dos pulmões.
  • Prenda os lábios ajustando-os no bocal.
  • Pressione o botão de liberação e inspire lenta e profundamente.
  • Prenda a respiração durante 10 segundos e então respire normalmente.

Se tiver sido prescrito mais de uma inalação, aguarde de 30 segundos a 1 minuto para repetir o procedimento.

É importante saber que as bombinhas são aparelhos para serem usados em momentos de crise, para alívio rápido dos sintomas da asma. As crises precisam ser acompanhadas de um tratamento de manutenção.

Sem esse tratamento complementar, elas podem ser mais frequentes e você pode acabar precisando usar o aparelho de inalação mais vezes, dando a impressão de que ele vicia. E isso é um mito.

Não se esqueça: o tratamento para asma e para doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é um tratamento conjunto. Inclui a bombinha para crises, mas também outros medicamentos de manutenção e o conhecimento dos gatilhos.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.

Comentários