Câncer de próstata: perguntas para fazer ao seu médico

Qualidade de Vida

25/02/2021

Entenda mais sobre o câncer de próstata, quais os sintomas, os tratamentos e as formas de prevenção

3 min de leitura

Compartilhar

Câncer de próstata: perguntas para fazer ao seu médico

O câncer de próstata é a segunda maior causa de óbito oncológico no sexo masculino no Brasil, sendo mais comum entre homens com mais de 50 anos. Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) estimam cerca de 65.840 novos casos de tumor maligno na próstata a cada ano do triênio 2020-2022 no país. O número corresponde a um risco de 62,95 novos casos a cada 100 mil homens. Além da idade, outros fatores de risco podem aumentar a probabilidade da doença: histórico familiar, estilo de vida, sedentarismo, excesso de peso e hábitos alimentares. A etnia também pode ser uma condição importante, pois o câncer de próstata costuma ser mais comum entre homens negros quando comparado com homens brancos e de outras etnias.

O que é câncer de próstata?

O câncer de próstata é um tumor maligno que se desenvolve de maneira lenta e silenciosa, às vezes não apresentando sintomas na fase inicial. Ele é um câncer curável e a sobrevida livre de progressão depende do diagnóstico em estágio inicial e da adoção do tratamento adequado.

A próstata é uma glândula que fica perto da bexiga e é responsável por produzir o fluido que nutre e transporta os espermatozoides até o pênis. O câncer se desenvolve quando acontece a produção desordenada das células da próstata, alterando a dosagem do Antígeno Prostático Específico (PSA).

Por ser um câncer que cresce lentamente, a maioria dos homens vive por muitos anos sem apresentar nenhum sintoma no estágio inicial, mas, em casos mais avançados, a doença pode causar algumas dificuldades e anomalias. Por isso, o acompanhamento médico especializado periódico é essencial para a saúde do homem, a prevenção de doenças e a identificação precoce de outros problemas.

Sintomas do câncer de próstata

Oncologistas e urologistas especializados na saúde do homem indicam que os sintomas de câncer de próstata, geralmente, podem incluir:

  • dificuldade para urinar;
  • sangue na urina;
  • necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite;
  • dores ósseas (em estágio avançado da doença).

Como diagnosticar o câncer de próstata?

Para elucidar como diagnosticar o câncer de próstata, o urologista investiga por meio do exame físico (toque retal), no qual serão avaliados a simetria e a presença de quaisquer nódulos e indurações palpáveis. Outro método é o exame laboratorial que mede a dosagem do Antígeno Prostático Específico (PSA), enzimas produzidas pela próstata.

Câncer de próstata: exames complementares

Para uma avaliação completa no diagnóstico do câncer de próstata, exames complementares podem ser solicitados. É o caso de pacientes que apresentam sintomas e sinais de obstrução urológica e alterações constatadas no exame físico ou nos níveis de PSA. A biópsia de próstata pode ser solicitada para confirmação do diagnóstico e classificação do estadiamento do câncer. E, para decidir qual o melhor tratamento a ser seguido, exames como tomografia computadorizada, ressonância magnética e cintilografia óssea também podem ser solicitados.

Tratamentos para câncer de próstata

O tratamento do câncer de próstata é individualizado e definido pelo médico, que leva em consideração a idade, a gravidade do quadro do paciente e os riscos de cada abordagem. Mas entre os principais tratamentos estão a cirurgia, a radioterapia, a observação vigilante (rastreamento) e o tratamento hormonal. Além do controle médico adequado e do uso correto das medicações, também são recomendadas mudanças no estilo de vida, como cessação do tabagismo, manutenção do peso para evitar a obesidade e adoção de hábitos alimentares saudáveis.

O câncer de próstata causa a diminuição da virilidade?

De acordo com o quadro do paciente e o estágio do câncer, a cirurgia de remoção da próstata (prostatectomia total) é a abordagem mais adequada para o tratamento. Por isso, uma das questões mais comuns é se o câncer de próstata causa a diminuição da virilidade. Ocorre que os nervos que controlam a ereção podem ser lesionados, causando impotência sexual, mas a capacidade de recuperar a função erétil depende também de como ela estava antes do procedimento, do tamanho do tumor, da gravidade do caso e da idade do paciente. Com acompanhamento médico e de outros especialistas, ela pode voltar normalmente.

Formas de prevenção

Não há prevenção específica para o câncer de próstata, mas existem maneiras de diminuir os fatores de risco que aumentam a probabilidade da doença e de garantir o diagnóstico precoce.

Homens com histórico familiar de câncer de próstata devem começar os exames preventivos aos 40 anos. Os que não têm essa condição devem começar aos 50. Além do acompanhamento médico recorrente, é recomendada a adoção de um estilo de vida saudável, com a prática regular de exercícios físicos e alimentação balanceada.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.

Comentários