Dicas essenciais para manter a saúde bucal das crianças em dia

Qualidade de Vida

25/02/2021

Aprenda como cuidar da saúde bucal das crianças desde os primeiros dentes de leite.

5 min de leitura

Compartilhar

Dicas essenciais para manter a saúde bucal das crianças em dia

A saúde bucal das crianças é um assunto que pede atenção desde o surgimento dos populares “dentes de leite”. A partir do nascimento do dente incisivo central, entre os sete e os 12 meses de idade, até o fim da infância (aos nove anos de idade), é importante ensinar, acompanhar e orientar os pequenos a cultivar hábitos bucais saudáveis.

E essa é uma tarefa para a família inteira: cuidar dos dentes é um hábito que se aprende também observando. Por isso, a infância (dos dois aos nove anos de idade) é o momento ideal para mostrar, por meio de exemplos dentro de casa, a importância e os benefícios de uma rotina de cuidados dentários.

Para ensinar os hábitos bucais para seus filhos, os pais devem contar com um apoio fundamental. O acompanhamento odontológico especializado (conhecido como odontopediatria) é essencial para a saúde dos dentes, sejam eles provisórios sejam permanentes.

O que é odontopediatria?

A odontopediatria, que é o ramo da odontologia focado em cuidar da saúde bucal das crianças, visa mais do que diagnosticar e tratar problemas. Os profissionais dessa especialidade trabalham de forma preventiva e em parceria com os pais para ensinar, educar e acompanhar seus filhos quando o assunto é o cuidado com os dentes.

A importância da odontopediatria

A importância da odontopediatria está relacionada ao fato de o profissional não educar somente as crianças. É seu papel, também, orientar os pais e/ou responsáveis sobre os caminhos e cuidados para manter a saúde bucal das crianças em dia.

A infância é a fase da vida em que nosso corpo cresce e se desenvolve, e com os dentes não é diferente. Pensando nisso, o odontopediatra atua com o objetivo de acompanhar esse desenvolvimento de perto, identificando problemas desde os mais simples, como cáries dentárias, até condições mais delicadas, como malformações congênitas.

E, em todos os casos, é também na odontopediatria que a criança recebe o tratamento. Por se tratar de estruturas bucais em desenvolvimento e, consequentemente, mais sensíveis, a preferência é sempre por tratamentos e técnicas com a mínima intervenção possível, evitando extrações precoces e outros procedimentos invasivos.

Quando levar seu filho ao dentista?

Para você que pergunta quando levar seu filho ao dentista, saiba que o desenvolvimento da estrutura bucal das crianças é marcado por dois momentos:

  1. A erupção dentária, que nada mais é que o nascimento dos primeiros – e delicados – dentinhos, dos sete meses aos três anos de idade.

Entre os dois e os três anos de vida, o bebê deve ter vinte dentes de leite na boca, sendo dez, superiores e os outros dez, inferiores. Mas, com o nascimento do dente incisivo central, o primeiro, que nasce entre os sete e os 12 meses de vida, você já pode levar o seu filho para a primeira consulta de odontopediatria.

Apesar de provisórios, os dentes de leite acompanham os pequenos durante bons anos, por isso, merecem atenção dos pais e também dos profissionais de odontologia pediátrica.

2. O surgimento dos primeiros molares permanentes, juntamente às primeiras trocas de dentes de leite, a partir dos cinco anos de idade.

O acompanhamento constante da criança pelo dentista é de extrema importância e deve acontecer, preferencialmente, a cada seis meses. Mas independentemente da periodicidade, ao se iniciarem esses dois marcos na infância, as visitas devem ser priorizadas:

  • Na erupção dentária, o dentista passará as primeiras orientações de práticas e alimentos que favoreçam a saúde bucal da criança.
  • Com o surgimento dos primeiros molares permanentes, juntamente às primeiras trocas de dentes de leite, o acompanhamento é importante para evitar o surgimento de cáries dentárias.

Educação infantil: cuidado com os dentes

A atuação do profissional de odontopediatria em parceria com os pais e/ou responsáveis da criança tem, entre seus objetivos, educá-la para que ela cresça com hábitos bucais saudáveis. É essencial que, além de ensinar, aqueles que acompanham os pequenos no dia a dia estejam sempre próximos, estimulando uma rotina saudável e o abandono de hábitos prejudiciais à saúde bucal das crianças.

Higiene bucal é coisa séria

Hábitos de higiene dentária são cruciais para a saúde bucal das crianças. A escovação é tão importante quanto outros hábitos de higiene, como tomar banho e lavar as mãos antes e após as refeições, e isso deve ser ensinado aos pequenos desde os primeiros dentinhos.

No início da infância, pais e responsáveis devem fazer a escovação para garantir que a limpeza seja completa, mas, com o passar do tempo, devem dar autonomia ao seu filho: estimule-o a escovar os próprios dentes e a usar o fio dental. Mas fique atento! Use pouco creme dental e, até os seis anos de idade, sem flúor.

Na hora de usar enxaguante bucal, fique sempre de olho. O aroma e o sabor agradáveis podem fazer com que as crianças queiram “experimentar” o líquido.

De olho na alimentação

O cuidado com a alimentação da criança também pode impactar na sua saúde dental, por isso, investir em alimentos saudáveis é uma receita de sucesso para dentes limpos e sem cáries:

  • evite estimular o consumo de açúcar em exagero;
  • incentive a ingestão de frutas e leite, que contêm açúcares naturais;
  • procure alimentos que favoreçam a mastigação e a limpeza dos dentes;
  • estabeleça uma rotina alimentar saudável, com frequência e quantidades definidas de acordo com as necessidades nutricionais da criança.

Criança com dor de dente

Até certa idade, é difícil identificar o que incomoda e causa dor nos pequenos, por isso, é preciso estar sempre atento aos detalhes e às alterações no comportamento normal dos filhos. Quando o assunto é criança com dor de dente, os sinais costumam estar associados à alimentação, mais precisamente, na hora da mastigação. Observe os sinais:

  • se a criança usa os dentes de trás ao invés dos da frente para morder os alimentos;
  • se a criança mastiga apenas de um lado da boca;
  • se a criança chora ao comer ou se recusa a mastigar os alimentos.

Esses comportamentos podem estar ligados à dor de dente, por isso, o acompanhamento de um especialista em odontopediatria é essencial para a saúde bucal das crianças. Com consultas de rotina, ele consegue identificar causas e mudanças nos dentes e agir de forma preventiva, evitando que as dores incomodem o pequeno.

Dente infantil com cárie

O melhor caminho para evitar um dente infantil com cárie é, na verdade, a prevenção. Por isso, a escovação e os hábitos de higiene dental são os personagens principais da saúde bucal das crianças. Entretanto, em caso de surgimento da doença, o odontopediatra deverá ser consultado, para garantir o tratamento adequado de acordo com a idade da criança e com o estágio de evolução da cárie.

Ranger dentes infantil: é normal?

Assim como chupar dedo e roer unhas, o bruxismo é normal para a adaptação dentária, mas precisa ser observado. É necessário avaliar o “ranger dentes infantil” pelo prisma da rotina da criança para identificar causas que possam estar contribuindo para esses hábitos, que podem estar ligadas a questões emocionais e de estresse.

Suas medidas de remoção devem ser pensadas com cuidado pelo competente em odontopediatria, juntamente com pais e/ou responsáveis e com um psicólogo.

O uso de chupetas também deve ser retirado do bebê com cuidado para evitar o surgimento de problemas de oclusão.

Educação, orientação e acompanhamento: esse é o caminho para cuidar da saúde bucal das crianças e garantir dentes saudáveis para o resto da vida.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×
Obrigado! Sua opinião nos ajuda a fazer conteúdos cada vez melhores.

Comentários

error: © Copyright Unimed-BH 2021