Relacionamento saudável: como cultivar o afeto em relações amorosas

Qualidade de Vida

10/06/2021

Ter convívio íntimo com outra pessoa, muitas vezes tão diferente de você, nem sempre é fácil, mas é possível alinhar os objetivos em comum e aprender a respeitar as diferenças para fortalecer a relação.

5 min de leitura

Compartilhar

Relacionamento saudável: como cultivar o afeto em relações amorosas

Você sabia que um relacionamento saudável reduz os níveis de estresse e contribui para a melhora do seu bem-estar e da sua saúde mental?

Por isso, a atenção com o seu amor deve ser constante e não somente em datas especiais como o Dia dos Namorados. Isso inclui o amor-próprio, pois é preciso estar bem consigo mesmo para fazer outra pessoa feliz. 

O amor inspira, é verdade. Não por acaso, o tema é recorrente na literatura, no cinema e na música ao longo da história. E, como em toda relação social, deve ser fortalecido e cuidado para se tornar sólido e duradouro.

Como ter um relacionamento saudável?

A atenção com o outro é o principal elemento para fortalecer a relação, mas é importante não descuidar de você. Em muitos casos, uma ajuda profissional, individual e/ou para o casal, pode ser essencial para fortalecer o relacionamento.  

Lembre-se de que uma relação envolve duas pessoas com diferentes visões de mundo, incluindo desejos e pensamentos. Se o objetivo é permanecer juntos, enaltecer as semelhanças e respeitar as diferenças são atitudes fundamentais

Como cultivar uma relação duradoura?

Geralmente, o início de um relacionamento é marcado por descobertas e encantamento. Você e seu parceiro ou parceira estão apaixonados e radiantes; os níveis de ocitocina, substância conhecida como o hormônio do amor, estão nas alturas.

Ao mesmo tempo, pode surgir embate de ideias, o que é normal, já que estamos falando de dois seres humanos se conhecendo. Neste momento, é importante dizer o que você pensa, sem desmerecer os sentimentos da outra pessoa.

É no início do relacionamento que muitos casais aprendem a se entender e estabelecem, ainda que de forma inconsciente, algumas “regras” da relação.

Passada essa fase, é importante fugir das armadilhas que a intimidade impõe para não cair em um relacionamento tóxico. Invadir a privacidade do outro, por exemplo, pode parecer tentador quando vocês dividem a rotina, mas também demonstra insegurança e desconfiança, o que pode enfraquecer a relação.  

Afinal, existe uma fórmula mágica? 

O amor não é uma ciência exata; logo, não existe nenhuma fórmula mágica para cultivar uma relação saudável. No entanto, algumas atitudes podem contribuir para fortalecer o relacionamento. 

Há casais que adotam regras de convivência na relação, uma espécie de “pacto social”. A fidelidade é uma delas. Mas nem todas as regras aplicadas em relacionamentos alheios vão servir para você e seu parceiro(a).  

É preciso considerar as particularidades de cada integrante do casal para, então, construir um conjunto de ideais que se encaixe na relação.

Como identificar um relacionamento tóxico

Se você sente medo e culpa constantemente em uma relação, se não percebe o apoio do parceiro ou parceira e se tem a sua privacidade violada com frequência, cuidado. Você pode estar em um relacionamento tóxico. 

Nesse tipo de relação, a vítima costuma demorar para perceber o que está acontecendo, seja por medo de perder a pessoa amada, seja pela culpa de não se sentir boa o suficiente para o outro. 

Em caso de dúvida, procure outras pessoas nas quais você confia e conte as situações conflitantes de seu relacionamento. Se você está sempre errada em todas as brigas e discussões, por exemplo, o problema pode estar no outro.  

Ter acesso a uma visão externa sobre a sua relação pode ser o que falta para perceber que está em um relacionamento abusivo. Não hesite em procurar ajuda profissional para sair dessa situação se for preciso.    

5 dicas para um relacionamento saudável

Embora não exista nenhuma fórmula mágica para ter um relacionamento saudável, é possível fugir de conexões tóxicas. Neste caso, o principal pilar é o respeito mútuo. Veja, a seguir, algumas dicas para aumentar as chances de viver feliz em par.

1. Comunicação

O diálogo é uma via de mão dupla, portanto é preciso verbalizar o que você pensa e sente para que seu companheiro ou companheira entenda as suas necessidades. Mas também é imprescindível ouvi-lo(a). Só assim vocês conseguirão aparar as arestas para crescerem juntos.  

Muitas vezes, pode parecer difícil lidar com ideias tão diferentes das suas, mas isso não significa que elas sejam erradas. Se deparar com outras perspectivas de mundo e buscar entendê-las pode ajudar você a crescer como indivíduo também.

2. Paciência

Nenhum relacionamento saudável é composto apenas de bons momentos. O erro é uma característica inerente ao ser humano. Quando estamos estressados por algo que aconteceu no dia, a tendência é descontar em quem está mais próximo.

No entanto, se o estresse e a ansiedade são recorrentes na sua rotina, é importante buscar ajuda profissional para saber lidar com essas sensações antes que seu relacionamento e sua vida sejam afetados. 

Por outro lado, o motivo do estresse pode ser justamente alguma atitude do parceiro ou parceira. Lembre-se de que você não vai estar bem o tempo todo, nem o outro. É preciso ter paciência para resolver os problemas entre vocês e evitar torná-los um receptáculo das suas frustrações.

Se sentir nervosismo em excesso para ter um diálogo resolutivo, espere se acalmar antes de iniciar a conversa.

3. Respeito

Ao dividir a vida com outra pessoa, você não se torna parte do outro. Suas necessidades específicas, portanto, devem ser mantidas. Um casal é formado por dois indivíduos, geralmente bem diferentes, e cada um deles deve ter o seu espaço respeitado. 

Não abra mão de seus momentos a sós ou com outras pessoas para fazer o que gosta, e apoie o seu amor para que ele faça o mesmo. Isso vai ajudá-los a manter a individualidade e a fortalecer ainda mais uma relação de respeito.

4. Cuidado com o excesso de ciúmes

O ciúme é absolutamente normal não só em relacionamentos amorosos, mas em outras relações sociais. O problema começa quando ele passa da conta e se torna determinante para brigas intensas, desconfiança e desrespeito. 

Se algo incomoda você, converse com seu par, deixando claro o que você está sentindo. Cuidado para não jogar nele a culpa sobre um sentimento que é seu. Procurem entender, juntos, os motivos do conflito. Falar sobre isso abertamente vai ajudá-los a encontrar uma solução em comum. 

5. Apoie o seu amor

Busque constituir com o seu amor um vínculo íntimo para além do contato sexual. A cumplicidade é um fator positivo para a construção de um relacionamento saudável. Adotar uma escuta empática reforça o fato de que vocês podem contar um com o outro nos momentos bons e ruins. 

Torcer e vibrar com as conquistas do outro, apoiá-lo em suas decisões individuais e ajudá-lo apresentando outras perspectivas sobre determinado desafio também são formas de demonstrar amor, além de favorecer o crescimento pessoal de cada um.  

Bem-estar além do estado civil

A busca por um relacionamento saudável não está somente ligada às relações amorosas, mas em todas as conexões sociais. Vale para a relação entre pais e filhos, amigos, colegas e familiares. 

O amor também existe quando não há, necessariamente, um relacionamento. É o chamado amor-próprio, que reside nas pequenas atitudes que tomamos para nos sentirmos bem. O autocuidado e o autoconhecimento são formas de buscar os caminhos que nos levam à felicidade

Não é impossível ser feliz sozinho, mas é inviável manter um relacionamento saudável quando não nos amamos e não nos respeitamos.

Encontre seus momentos de felicidade ao fazer coisas de que você gosta. Uma dica é separar um dia na semana para cuidar de você, da sua pele, ler um livro, assistir a um filme, pedir uma comida saborosa. Essas ações também fazem parte do cuidado com a saúde mental. 

Para ajudar com isso, o blog Viver Bem da Unimed-BH traz vários artigos sobre Qualidade de Vida, desde mudar um hábito até se alimentar melhor e praticar atividades físicas

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×
Obrigado! Sua opinião nos ajuda a fazer conteúdos cada vez melhores.

Comentários

error: © Copyright Unimed-BH 2021