Atividade física para idosos: dicas para manter corpo e mente saudáveis na terceira idade

Qualidade de Vida

01/03/2021

Cuidar do corpo não é só fazer exames de rotina! A atividade física para idosos é uma ferramenta fundamental para o bem-estar e a saúde na terceira idade.

4 min de leitura

Compartilhar

Atividade física para idosos: dicas para manter corpo e mente saudáveis na terceira idade

A adoção de uma rotina de atividade física para idosos é uma forma de envelhecer com saúde e bem-estar e um hábito fundamental para adquirir na terceira idade! O envelhecimento é um processo natural e contínuo, e os exercícios físicos ajudam a retardar as alterações fisiológicas que acontecem nessa fase da vida.

Envelhecer com qualidade de vida é fundamental, e movimentar o corpo garante isso! A atividade física para idosos gera mais força e equilíbrio para o corpo e proteção para os ossos e ainda oferece, como bônus, a liberação de endorfina, hormônio da recompensa e da satisfação. Com tantos benefícios assim, a prática de atividade física para idosos não pode ser deixada de lado.

Mas, para que essa prática possa ser, de fato, positiva para a pessoa idosa, é necessário saber qual é o tipo de exercício mais adequado e a frequência ideal das atividades físicas. Contar com o acompanhamento médico nesse momento é essencial para garantir bons resultados e não correr riscos de forçar o corpo ou sofrer lesões.

Benefícios da atividade física para idosos

Um estilo de vida saudável e ativo precisa considerar a atividade física para idosos. Ela ajuda a diminuir a velocidade das alterações que ocorrem no organismo nessa fase da vida, além de oferecer mais bem-estar ao idoso no dia a dia. Os benefícios da atividade física para idosos são muitos, mas, entre eles, alguns se destacam:

  • Auxilia no controle da pressão arterial e reduz os riscos de diabetes.
  • Protege os ossos e as articulações, além de auxiliar na prevenção de osteoporose e sarcopenia.
  • Aumenta o condicionamento físico, a mobilidade e o equilíbrio.
  • Fortalece o corpo de modo geral, contribuindo para a diminuição dos quadros de dor em geral e de quedas.
  • Ajuda no controle do peso.
  • Diminui sintomas de ansiedade e estresse e contribui para a diminuição do risco de quadros de demência.
  • Contribui para a autonomia e a independência e aumenta o contato social.
  • Melhora a disposição e a qualidade do sono.

A importância do exercício físico para idosos

A prática de atividade física para idosos tem grandes impactos positivos no organismo, e isso não se resume aos músculos e ossos. Uma simples caminhada matinal ou uma sessão de hidroginástica podem desencadear uma série de melhorias em órgãos vitais, como o coração e o pulmão. Por isso, esses exercícios estão entre as melhores indicações de atividades preventivas para essa fase da vida.

Uma rotina de atividades também é importante para reduzir o risco de quedas. Daí a importância do exercício físico para idosos, uma prática que atua na melhoria do equilíbrio e da mobilidade, dando mais autonomia e segurança para o idoso ao caminhar. Em caso de quedas, idosos que praticam atividades físicas também podem ter fraturas menos graves e mais facilidade na recuperação.

Como manter o idoso ativo?

Existem diversos tipos de atividade física que contribuem quando o assunto é como manter o idoso ativo, desde as mais simples até as mais complexas. Para fazer com que o idoso permaneça ativo, o importante é incentivar a prática de algum exercício e adaptá-lo para a rotina e as limitações que chegam com a terceira idade.

Para incluir qualquer rotina de atividade física para idosos, é importante visitar um médico de confiança para uma avaliação completa. É nesse momento que serão identificadas doenças anteriores e atuais, estado nutricional do paciente, limitações para a prática de exercícios e medicações que possam causar efeitos durante a mesma.

O programa de atividade física para idosos deve sempre considerar esses aspectos e atuar para quebrar o ciclo vicioso do envelhecimento. Os principais objetivos são a melhoria da condição aeróbica e a diminuição dos efeitos do sedentarismo. Consequentemente, a atividade física para idosos pode levar ao fortalecimento geral do corpo e do sistema cardiovascular, além de gerar benefícios psicológicos, como a redução da ansiedade e sintomas da depressão.

Toda e qualquer atividade física para idosos deve considerar o aquecimento, para diminuir os riscos de lesões e aumentar o fluxo sanguíneo, além de exercícios de alongamento e de mobilidade das articulações. É importante manter a atividade em intensidade moderada para que o esforço não seja prejudicial ao idoso; ao final da prática, deve-se reduzi-la de forma progressiva para prevenir a queda de pressão pós-esforço.

Qual o exercício físico mais adequado para os idosos?

Qualquer atividade física para idosos deve ser orientada por um profissional especializado, afinal, ele estará apto a entender as limitações e as principais necessidades do corpo de seu paciente. Entre os questionamentos sobre qual o exercício físico mais adequado para os idosos, estão alguns exemplos geralmente recomendados, como:

  • Caminhadas: é recomendado pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia que pessoas idosas realizem essa atividade física em períodos entre trinta minutos e uma hora por dia.
  • Alongamentos: a vantagem desse tipo de exercício é a facilidade. Os alongamentos ajudam a manter o idoso ativo e podem ser feitos em casa com a orientação de um profissional especializado.
  • Hidroginástica: essa é uma atividade física que auxilia na respiração e nas articulações. Mas não se esqueça: atividades aquáticas devem ser feitas com a supervisão e a orientação de profissionais especializados.
  • Dança: essa atividade física para idosos promove não apenas a melhoria da saúde, mas também o prazer e o bem-estar. A dança ajuda o corpo a trabalhar diversos grupos musculares, além de contribuir para a melhorar o equilíbrio.

Pessoas com 60 anos ou mais, em boa forma física e sem problemas de saúde, podem escolher atividades aeróbicas moderadas como caminhada, hidroginástica ou natação, e praticar durante até 150 minutos por semana. Para atividades de resistência muscular, como pilates e treinamento funcional, o indicado é escolher dois dias da semana para a prática.

Exercite-se apenas quando se sentir bem, use roupas e sapatos confortáveis e adequados, respeite as orientações médicas e, principalmente, seus limites! Dessa forma, fica fácil promover o bem-estar do corpo e da mente e ajudar o organismo a criar proteção nessa fase tão delicada, mas que pode ser muito prazerosa.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.

Comentários