Saúde da mulher guia completo: cuidados essenciais da mulher saudável

Qualidade de Vida

15/03/2021

A saúde da mulher precisa de atenção nos mínimos detalhes. Saiba como manter uma vida equilibrada e quais são os principais pontos de cuidado para ser uma mulher saudável.

5 min de leitura

Compartilhar

Saúde da mulher guia completo: cuidados essenciais da mulher saudável

Independentemente do contexto de vida, a grande maioria das mulheres se desdobra e encara jornadas duplas (ou até mesmo triplas) no dia a dia. Manter vida profissional e pessoal – que muitas vezes incluem cuidados com a casa e com a família – equilibradas não é tarefa fácil, e é por isso que a saúde da mulher merece atenção.

Tantos afazeres e expectativas demandam energia. Por isso, para ser uma mulher saudável, é preciso cuidar do corpo e da mente e levar em consideração as peculiaridades hormonais e os detalhes dessa rotina, que pode ser agitada.

Mulher saudável: guia completo

Ser uma mulher bem-cuidada vai muito além dos cuidados com a pele e com os cabelos. Uma mulher saudável deve considerar aspectos físicos, mentais, metabólicos, sexuais e reprodutivos para manter a saúde em dia.

Confira abaixo, quais os principais pontos de atenção com valiosas dicas de saúde feminina:

Saúde mental da mulher

A saúde mental da mulher é tão importante quanto a saúde física. Para ser uma mulher saudável, também é necessário cuidar do bem-estar psicológico, e é possível encontrar maneiras de garantir isso com a mudança de alguns hábitos do dia a dia.

Criar uma rotina saudável, com horários definidos para fazer as tarefas e um período do dia destinado ao relaxamento e a atividades que aliviem o estresse, é um dos exemplos de como cuidar da saúde mental da mulher. Desconectar-se do celular durante as refeições, antes de dormir e em momentos de relaxamento também é uma ótima forma de cuidar da mente.

Cultivar hobbies – como ouvir música, fazer um curso online, ler aquele livro esquecido ou assistir aquela série que recomendaram – também faz parte da rotina de dicas de saúde feminina.

Além disso, incluir atividades físicas no início ou no fim do dia é essencial: além de ajudarem no combate ao sedentarismo, exercícios físicos liberam endorfina, trazendo sensação de bem-estar ao corpo e à mente. Pelo menos 30 minutos de atividade física por dia é a recomendação.

Métodos contraceptivos

A escolha de métodos contraceptivos faz parte da saúde sexual e reprodutiva da mulher e deve ser feita com a orientação do ginecologista, que levará em conta as peculiaridades do quadro clínico da paciente e o seu estilo de vida.

Métodos contraceptivos são importantes não somente para prevenir a gravidez indesejada, mas também para evitar o surgimento de doenças e infecções sexualmente transmissíveis (DSTs e ISTs).

Por isso, independentemente do tipo de contracepção escolhida, usar camisinha é fundamental para garantir a saúde da mulher.

Gravidez saudável

A gravidez saudável é importante para a mãe e seu bebê. É um processo natural que traz uma série de mudanças físicas e emocionais. E todas essas mudanças devem ser levadas em consideração para que a gestação possa ser um momento tranquilo da saúde da mulher.

Um dos cuidados mais importantes para a mulher e o bebê durante a gravidez é a realização do pré-natal. Por isso, a gestante deve fazer os exames solicitados, seguir as orientações do médico de referência e ter sempre o cartão de pré-natal em mãos.

Saiba mais aqui → A importância do pré-natal para saúde da mãe e bebê.

Exame de mama

A realização do exame de mama é uma das tarefas mais importantes para a manutenção da saúde da mulher. Seja por meio da mamografia, seja pelo exame físico (palpação da mama), ele pode ser feito em qualquer idade, mas é fundamental a partir dos 40 anos.

Mulheres com histórico familiar de câncer de mama devem redobrar a atenção e visitar o médico anualmente.

Exame Papanicolau

O exame citopatológico, conhecido como exame Papanicolau, é utilizado para detectar o câncer de colo do útero. Trata-se de uma doença de desenvolvimento lento, que pode não apresentar sintomas na fase inicial. A detecção precoce é uma estratégia importante para a saúde da mulher, pois, quando descoberto na fase inicial, o tumor tem mais chance de cura .

O exame Papanicolau deve ser feito em mulheres entre 25 e 64 anos de idade que têm ou já tiveram relação sexual. O rastreamento do câncer de colo do útero através do exame Papanicolau deve ser feito a cada três anos, após dois exames normais consecutivos realizados com um intervalo de um ano.

Climatério e menopausa

Climatério e menopausa não são doenças, mas são assuntos que merecem a atenção quando se fala em saúde da mulher.

O climatério é o período de transição da fase fértil para a menopausa – última menstruação. Ela costuma acontecer por volta dos 50 anos de idade, e o climatério dura dos 40 aos 65 anos, em média.

Irregularidade no ciclo menstrual, podendo se tornar mais longo do que o normal ou intermitente, ondas de calor acompanhadas de transpiração excessiva, perda ou diminuição da libido são alguns dos sinais do climatério.

Passar pelo climatério é uma ocorrência natural do ciclo de vida das mulheres e nem todas apresentam sintomas no decorrer desse período. Entretanto, o acompanhamento médico pode ser importante para a saúde da mulher, pois ele vai orientar sobre como passar por essa fase com bem-estar.

Vacinação em dia

Manter o calendário de vacinação atualizado é fundamental em qualquer idade, inclusive na fase adulta. A vacinação em dia é uma das formas de cuidar da saúde da mulher, porque, além de garantir a própria proteção, viabiliza também a de outras pessoas.

O ideal é conversar com um médico de confiança sobre os tipos de vacina indicados para cada idade, levando em consideração as peculiaridades da paciente.

Os tipos de imunização comumente destinados a mulheres na fase adulta, considerando a situação do cartão de vacina e as doses já aplicadas, são:

  • Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola).
  • Hepatite B.
  • HPV.
  • Vacina da febre amarela.
  • Vacina influenza (gripe).

A imunização materna também é importante para a saúde da mulher e do bebê. Existem doenças que podem ser evitadas pela vacinação da mãe quando não há opções na proteção de bebês, como no caso da influenza.

Os anticorpos maternos podem proteger o bebê até um pouco mais de seis meses de vida, período em que não há imunização por meio da vacina. Recomenda-se que algumas vacinas sejam tomadas durante a gestação, por isso é importante que a mulher saudável converse com o seu médico sobre o momento ideal de vacinar.

Rotina de cuidados com a pele

Para uma mulher saudável, adotar uma rotina de cuidados com a pele é um hábito de extrema importância a fim de mantê-la limpa dos poluentes em geral.

No que diz respeito à pele do rosto, é recomendado que a higiene seja feita ao menos duas vezes ao dia, de manhã e à noite, para evitar o acúmulo de sujeira na pele. Essa sujeira pode fazer mal, levando à oclusão dos poros  e favorecendo o aparecimento de cravos e espinhas, além de contribuir para o envelhecimento precoce.

Uma boa hidratação também é importante para o corpo de uma mulher saudável, uma vez que auxilia na manutenção do viço e da beleza da pele. Além disso, mantém a integridade da camada de proteção cutânea e evita problemas como descamação, ressecamento, irritações e infecções.

A hidratação deve ser feita por dentro e por fora: além do uso de produtos específicos, recomenda-se a ingestão diária de, no mínimo, 2 litros de água.

Evitar o uso excessivo de sabonetes e esfoliantes, buchas e banhos muito quentes ou prolongados no inverno também é uma forma de contribuir para a saúde da pele da mulher. Além disso, o excesso de sol pode ser prejudicial para a saúde da mulher, pois a exposição à radiação ultravioleta (UV) tem efeito cumulativo e os raios solares penetram profundamente na pele.

Essa exposição excessiva pode provocar diversas alterações, como o surgimento de sardas, manchas, rugas e outros problemas. Para manter a pele saudável, o ideal é evitar horários de sol forte (entre as 10 e as 16 horas) e sempre usar filtro solar com fator de proteção 30 ou mais.

Alimentação e saúde da mulher

Alimentação e saúde da mulher têm uma relação íntima. Hábitos alimentares saudáveis são fundamentais para garantir o bom funcionamento do organismo na vida da mulher saudável.

Algumas dicas de saúde feminina relacionadas à alimentação são: 

  • Fazer pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia.
  • Não pular as refeições.
  • Escolher uma dieta equilibrada, rica em frutas, cereais, verduras e legumes.
  • Evitar o consumo de alimentos gordurosos, como frituras e carnes com gordura aparente.
  • Reduzir o consumo de sal.
  • Evitar o consumo de doces, bolos, biscoitos e outros alimentos ricos em açúcar.
  • Beber pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia, de preferência nos intervalos das refeições.
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Comer devagar e mastigar bem os alimentos, aproveitando bem as refeições.

Agora que você já aprendeu dicas rotineiras e cuidados imprescindíveis da saúde da mulher, leia também → 10 passos para iniciar uma alimentação saudável.

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.

Comentários