Terceira dose da vacina Covid: saiba a importância

Prevenção e Controle

17/11/2021

Quer esclarecer suas dúvidas sobre a terceira dose da vacina ou dose de reforço? Neste artigo, trazemos as principais informações sobre o assunto.

5 min de leitura

Terceira dose da vacina Covid: saiba a importância

Após um longo período de enfrentamento à Covid-19, passando pela corrida das vacinas, o combate às notícias falsas sobre a pandemia e um triste período de recordes quase diários de mortes no Brasil, o país avança na aplicação da terceira dose da vacina Covid.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 13 milhões de brasileiros já receberam a dose de reforço vacinal contra o coronavírus. Os dados foram contabilizados até o dia 23 de novembro.

Se antes a terceira dose era destinada somente a alguns públicos específicos, como os idosos e profissionais de saúde, hoje, o esquema vacinal contra a Covid-19 foi ampliado para toda a população adulta.

Neste artigo, você irá entender qual a função da terceira dose da vacina e por quê todos devem tomá-la.

Para que serve a dose de reforço das vacinas?

Muitas enfermidades foram erradicadas ao longo da história por conta da obrigatoriedade da vacina, como a varíola e a poliomielite. Outras precisam de campanhas anuais de vacinação e doses de reforço para garantir a proteção.

Um exemplo é a vacinação contra a gripe. Anualmente, toda a população brasileira deve se vacinar contra os vírus Influenza.

Há ainda, imunizantes que são ministrados em diferentes fases da vida. A vacina dupla adulto (dt), que protege contra tétano e difteria, é um destes casos. Ela deve ser aplicada a cada 10 anos como um reforço contra essas doenças.

Outro exemplo é a vacina contra Hepatite B, que é ministrada em três doses em bebês, sendo a primeira nas primeiras horas após o nascimento. O intervalo para a segunda dose é de 30 dias, e passados seis meses, a criança já deve receber a terceira dose.

Por isso é importante se atentar ao calendário de vacinação para receber as doses e imunizantes necessários em todas as fases da vida.

E a vacina contra a Covid segue o mesmo caminho. Ela também demanda uma dose de reforço, mesmo para quem já tomou as duas doses da vacina.

Terceira dose da vacina Covid-19: tudo o que você precisa saber

A terceira dose da vacina Covid foi ampliada para todos os brasileiros maiores de 18 anos, conforme anunciou o Ministério da Saúde no dia 16 de novembro.

Para que serve o reforço vacinal?

A chamada terceira dose ou dose de reforço é necessária para aumentar a proteção contra a Covid-19, inclusive, as novas variantes. Isso porque após alguns meses desde a segunda dose, a resposta imunológica tende a diminuir.

Vale lembrar que a pandemia ainda não acabou, e outros locais continuam batendo recordes de casos, como a Alemanha.

O motivo ainda é a resistência à vacinação por parte da população e o surgimento de novas variantes. Isso tem feito diversos países da Europa retomarem as restrições mais rígidas contra o coronavírus.

Devo continuar usando máscara após a terceira dose?

Mesmo pessoas imunizadas podem pegar e transmitir Covid-19, embora a vacina reduza drasticamente a probabilidade de transmissão e seja menor a possibilidade de evolução para as formas mais graves.

Por isso, medidas de prevenção à doença, como o uso de máscaras e ambientes bem ventilados, continuam necessárias, inclusive para quem já se vacinou com a terceira dose da vacina Covid.

Diferença entre terceira dose e dose de reforço

Uma curiosidade que você precisa saber é a diferença entre terceira dose e dose de reforço, que não significam necessariamente a mesma coisa.

  • Terceira dose: refere-se a aplicação de três doses do mesmo imunizante, para aumentar a proteção.
  • Dose de reforço: é feita com um imunizante diferente dos aplicados nas primeiras doses, podendo conter amostras de vírus de novas variantes; é uma atualização da vacina.

Quem vai tomar a terceira dose da vacina?

Antes, as vacinas destinadas à terceira dose ou dose de reforço haviam sido liberadas pelo Ministério da Saúde para pessoas com mais de 60 anos, imunossuprimidos e profissionais de saúde.

Agora, toda a população adulta deve tomar a terceira dose da vacina. Cada Estado ou município possui seu próprio esquema vacinal e estabelece um cronograma de vacinação por faixa etária.

Terceira dose CoronaVac

A CoronaVac, vacina que deu a largada no início do processo de imunização no Brasil, foi a primeira a ser recomendada pela Organização Mundial da Saúde para a terceira fase de aplicação.

Nesta nova fase de reforço vacinal, todos que tomaram a segunda dose da CoronaVac há pelo menos cinco meses devem receber uma terceira dose vacinal.

Reforço da vacina Janssen

A vacina Janssen, anteriormente ministrada em dose única, agora, passa a contar com uma segunda dose de reforço. A recomendação é que ela seja tomada em um intervalo mínimo de dois meses após a dose única.

Após cinco meses, os vacinados com a Janssen estariam aptos, então, para uma terceira aplicação. No entanto, essa determinação ainda é alvo de discussão no Ministério da Saúde e na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Terceira dose Pfizer

Já os vacinados com as duas doses da Pfizer, devem receber a dose de reforço após cinco meses do esquema vacinal primário completo.

Terceira dose Astrazeneca

A terceira dose Astrazeneca também deve ser ministrada em um intervalo mínimo de cinco meses desde a segunda dose do imunizante.

Reforço vacina Covid: 4 principais dúvidas

Por se tratar de uma abordagem importante no contexto da pandemia, a recomendação da terceira dose Covid costuma gerar dúvidas com frequência. Confira os esclarecimentos para as principais perguntas sobre o assunto:

1. Como está o reforço vacinal contra a Covid-19 em MG?

Em Minas, a aplicação das doses adicionais da vacina teve início em setembro deste ano. Conforme os dados da Secretaria Estadual de Saúde, até o dia 25 de novembro (2021), mais de 1,6 milhão de pessoas receberam a dose de reforço da vacina contra a Covid-19.

2. Com qual idade devo ser vacinado pela terceira vez?

Todos que tomaram as duas doses da vacina (ou a dose única da Janssen) e têm 18 anos ou mais, poderão receber o reforço vacinal. Em Belo Horizonte, por exemplo, mais de 300 mil doses de reforço já haviam sido aplicadas até o dia 24 de novembro (2021).

A população da capital mineira tem sido convocada para a terceira dose de forma gradativa, conforme a disponibilidade dos imunizantes. É possível conferir quando será a sua vez na página da campanha de vacinação Covid-19 da Prefeitura de Belo Horizonte.

3. Toda a população precisa tomar três doses da vacina?

A recomendação atual é de que toda a população atual deverá tomar três doses da vacina. A aplicação das duas primeiras doses em adolescentes entre 12 e 17 anos já têm acontecido, mas ainda não há previsão do reforço para esta população.

Quanto à vacinação infantil contra a Covid, ainda não há, no horizonte brasileiro, uma perspectiva para o início da imunização, embora a retomada das aulas presenciais já esteja acontecendo.

4. Misturar vacinas: pode tomar imunizantes diferentes em cada dose?

Uma das principais dúvidas em relação à terceira dose, é se pode misturar vacinas. A verdade é que a aplicação de doses de vacinas diferentes não é uma mistura entre elas, e sim, uma combinação chamada vacinação heteróloga.

Há estudos que indicam, inclusive, que essa intercambialidade entre vacinas pode aumentar a resposta imunológica contra a Covid.

Para quem já tomou as duas doses da CoronaVac, a recomendação é a aplicação de um imunizante diferente, como a vacina da Pfizer.

Já os imunizados com as vacinas Astrazeneca, Pfizer e Janssen, devem tomar, preferencialmente, a dose de reforço com o mesmo imunizante.

No entanto, não é possível escolher qual dose de reforço você irá tomar. A aplicação é feita nos postos de vacinação conforme a ordem prioritária estabelecida em cada município e a disponibilização das vacinas.

Vacinação Covid BH: onde tomar a terceira dose?

Para saber onde tomar a terceira dose da vacina em BH, confira o calendário de vacinação clicando aqui. Se for a sua vez de receber a dose de reforço, vá ao posto de saúde ou ponto de vacinação mais próximo, com os seguintes documentos:

  • Carteira de vacinação, comprovando a aplicação das primeiras doses ou dose única;
  • Documento de identificação;
  • Comprovante de endereço.

É importante lembrar que, caso tenha apresentado sintomas de Covid-19 nos 30 dias que antecedem a data da sua vacina, ou tenha sido diagnosticado com a doença, você não poderá se vacinar.

Neste caso, consulte um médico para saber quando estará apto para receber a sua terceira dose da vacina. Para ter mais informações sobre o processo de vacinação no Brasil e a Covid-19, acesse os conteúdos que preparamos para você no Viver Bem da Unimed-BH:

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×

Comentários