Período chuvoso: como evitar as doenças mais comuns da época

Prevenção e Controle

12/01/2022

As águas da chuva podem ser um refresco no verão, mas também carregam perigos para a saúde. Veja como evitar as doenças causadas pela chuva e enchentes.

5 min de leitura

Período chuvoso: como evitar as doenças mais comuns da época

O grande volume de chuva em BH e região metropolitana causou estragos nos últimos anos. Desabamentos, enchentes, alagamentos e transbordamentos são alguns exemplos. Mas o que muita gente não sabe é que o período chuvoso também carrega perigos para a saúde, como doenças que vêm com a água da chuva.

A boa notícia é que cada um pode fazer a sua parte para evitar grandes enchentes, além de cuidar dos espaços da cidade e contribuir para evitar as doenças causadas pela água parada.

Aberta a temporada de chuvas

No Brasil, o período chuvoso começa em outubro e perdura até março. No fim de 2021, nos deparamos com os desastres causados pelas chuvas na Bahia e em Minas, e que permanecem no início deste ano.

O ocorrido levou o Poder Executivo a decretar situação de emergência em mais de 300 municípios mineiros.

E as chuvas devem permanecer durante todo o primeiro trimestre de 2022. Afinal, “são as águas de março fechando o verão”.

Por isso, é importante se preparar para o período de chuvas em Minas Gerais e se prevenir corretamente das doenças e endemias trazidas pelas águas.

Por que a água de enchentes pode causar doenças?

A impermeabilização do solo nos centros urbanos, a cheia no leito de rios e córregos, que leva a transbordamentos, e até o excesso de lixo que entope bueiros são algumas das causas para a formação de enchentes.

Afinal, sem ser drenada, a água da chuva se acumula e corre pelas ruas, trazendo à tona vários vetores de doenças, como a urina de roedores, responsável pela transmissão da Leptospirose, ou a própria Hepatite A presente na água contaminada.

Além disso, a falta de visibilidade do chão também pode acarretar acidentes e doenças causadas pela água da chuva.

Ao percorrer caminhos cobertos por água suja, esteja atento e tome cuidado para evitar perfurar alguma parte do corpo com um objeto contaminado com a bactéria causadora do tétano, por exemplo.

Doenças causadas pela água parada

Os rescaldos do período chuvoso ainda podem conter consequências à saúde. Afinal, a água parada também pode causar doenças. A mais comum é a dengue, cujo vetor é o Aedes aegypti. Veja alguns sintomas da doença:

  • Dores nos olhos, cabeça, corpo e articulações;
  • Manchas na pele;
  • Febre.

Mas o inseto é transmissor de outras arboviroses além da dengue: a Zika, a Chikungunya e a Febre Amarela. Ele se aproveita da água parada para botar os ovos que irão originar novos mosquitos.

Por isso, é essencial eliminar os focos do Aedes aegypti e se prevenir contra as doenças que ele causa.

Atenção aos cuidados:

  • Descarte o lixo, eliminando tudo o que pode acumular água. Use repelentes e inseticidas autorizados pela Anvisa.
  • Guarde as garrafas PET e de vidro viradas para baixo e lave diariamente o prato de ração e a vasilha de água dos seus bichinhos.
  • Feche completamente as caixas d’água, as cisternas e os poços e realize a manutenção das piscinas utilizando produtos químicos apropriados.
  • Retire a água dos pneus e abrigue-os da chuva.

Ah! E lembre-se de retirar os pratinhos dos vasos de plantas ou de enchê-los com areia.

5 doenças causadas pela água contaminada

Período chuvoso 2

A água contaminada é causadora de uma série de doenças. Veja algumas delas:

1. Leptospirose

Causada pela bactéria Leptospira, a doença é transmitida por meio do contato com a urina de animais, como ratos, ou ingestão de alimentos e água contaminados. São sintomas da Leptospirose:

  • Febre;
  • Dor de cabeça e nos músculos;
  •  Calafrios;
  • Náuseas e vômitos;
  • Diarreia.

Nos casos mais graves, pode haver comprometimento das funções renais, pulmonar ou do fígado.

2. Disenteria

Neste caso, a doença é causada por um protozoário e transmitida pela ingestão de alimentos ou água contaminados. Diarreia e lesões no intestino, gerando fezes com sangue, são algumas das consequências.

3. Esquistossomose

Causada por um verme parasita, a esquistossomose tem como principal hospedeiro intermediário os caramujos.

As larvas do verme transmissor ficam nas águas contaminadas e podem infectar seres humanos através da pele, chegando ao intestino por meio do sangue. Daí o inchaço abdominal característico da doença conhecida popularmente como barriga d’água.

4. Febre Tifóide

Trata-se de uma doença bacteriana também transmitida por meio da ingestão de alimentos ou água contaminados e pelo contato com pessoas doentes. Ela gera febre alta e persistente, manchas na pele, diarreia e perda de apetite.

5. Hepatite A

Doença infecciosa viral e contagiosa que tem como principal forma de transmissão água e alimentos contaminados ou contato inter-humano.

Como você viu, grande parte dessas doenças têm relação com a água contaminada. Por isso, é fundamental higienizar bem os alimentos antes do consumo, beber somente a água tratada e evitar o contato com a água suja.

Além disso, faça a sua parte para evitar o acúmulo de água parada, enchentes e a disseminação de doenças!

Elimine focos do mosquito-da-dengue em sua residência, jamais jogue lixo nas ruas e nos espaços públicos e mantenha a entrada da sua casa limpa, sem acúmulo de mato e sujeira.

Chuva em BH: cuidado com os pontos de alagamento

Período chuvoso 3

Além das doenças causadas por chuvas e enchentes, outros problemas também são característicos do período chuvoso. Alagamentos, risco geológico (quando há perigo de desabamentos e deslizamentos de terra) e transbordamentos são alguns deles.

A chuva e enchente em BH têm se tornado recorrentes no início deste ano. Para se ter uma ideia, em apenas 6 dias, BH já teve um terço de toda a chuva esperada para o mês de janeiro.

Por isso, evite os principais pontos de alagamento em Belo Horizonte neste período! No site da Prefeitura da capital mineira você encontra todos eles distribuídos por cada região da cidade. Clique aqui e acesse.

Dicas para evitar transtornos no período chuvoso

Veja alguns cuidados que você deve ter durante a temporada de chuvas, segundo a Defesa Civil de Belo Horizonte:

  • Não utilize alimentos e água atingidos por inundação ou alagamento;
  • Evite trafegar em áreas de inundação ou ruas sujeitas a alagamentos;
  • Se você mora ou trabalha em áreas sujeitas a inundações, coloque móveis e estoques em lugares altos durante a chuva;
  • Não se abrigue ou estacione o seu carro embaixo de árvores, pois elas podem cair e ocasionar graves acidentes;
  • Se observar o surgimento de fendas, rachaduras ou minas d’água nas paredes de casa, acione a Defesa Civil;
  • Dirija com segurança na chuva: verifique limpadores de para-brisa, faróis, lanternas, luzes de freios e pneus. Evite frear bruscamente para evitar aquaplanagem e mantenha a distância de segurança do veículo da frente.

Além disso, tenha sempre em mãos os contatos de emergência para acionar em caso de incidentes com a chuva:

  • Defesa Civil de Belo Horizonte (199);
  • Bombeiros de Minas Gerais (193);
  • E a companhia de energia do Estado, para casos de cabos elétricos arrebentados (116).

Este conteúdo foi útil para você? Então compartilhe com seus amigos e familiares, e ajude a proteger quem você ama! A informação correta e de credibilidade também ajuda a salvar vidas durante o período chuvoso.

Veja outros conteúdos que a Unimed-BH preparou para ajudar você a manter os cuidados com a sua saúde e se prevenir de doenças:

Unimed-BH
Unimed-BH
Somos a melhor entre as maiores operadoras de saúde do Brasil, estamos presentes na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas e temos um compromisso com nossos clientes e a sociedade: disponibilizar informações de saúde confiáveis, completas e de alta qualidade, para que você se cuide melhor todos os dias.
Esse conteúdo foi útil para você?
Sim Não
×

Comentários